in

Candidato à presidência da Câmara traz notícia decisiva sobre prorrogação do Auxílio Emergencial em 2021

Benefício tem calendário de saques e transferência ocorrendo em janeiro, indo até o dia 27 de janeiro.

Agência Brasil - Montagem: Cido Vieira

Com seu calendário de pagamentos finalizado na última semana de dezembro de 2020, o Auxílio Emergencial vive uma situação indefinida quanto ao seu futuro. Diante do cenário ainda delicado por conta da pandemia do coronavírus, milhares de brasileiros alimentam a esperança acerca de uma nova extensão do programa em 2021.

Publicidade

Candidato à presidência da Câmara dos Deputados, Artur Lira (PP-AL), pregou calma ao falar sobre uma possível prorrogação do benefício, sem ferir o teto de gastos. 

“Não sou mágico, não tem como propor uma solução no curto prazo, sem abalar o que todo mundo preza”, afirmou o líder do “Centrão” e dos Progressistas se referindo ao risco do país extrapolar o orçamento da União, prejudicando a credibilidade do Brasil com investidores. 

Publicidade

“Não dá pra falar vamos votar o auxílio agora sem falar de onde tirar recurso”, afirmou Artur Lira.

Publicidade

Concorrente de Lira no pleito pela Câmara dos Deputados, Baleia Rossi (MDB-SP) falou sobre a possível continuidade do Auxílio Emergencial na última semana. Na visão no parlamentar, é preciso “buscar uma solução imediata”, seja com o retorno do benefício, ou aumento do Bolsa Família.

Publicidade

Projetos protocolados

Mesmo o governo se mostrando contra à prorrogação do benefício, diversos parlamentares já protocolaram pedidos com o intuito de estender o estado de calamidade pública, o que possibilitaria uma renovação do Auxílio Emergencial.

As movimentações, no entanto, não significam que o tema entrará em discussão no Congresso Nacional, que segue em recesso após as festividades de fim de ano. 

No momento, a Caixa Econômica Federal vem realizando a liberação de saques e transferências do benefício. 

Publicidade
Publicidade