in

Maia chama Bolsonaro de ‘covarde’ e o culpa pelas 200 mil mortes provocadas pela covid-19

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, reagiu a uma matéria que afirma que Bolsonaro culpou Pazuello pela demora nas vacinas.

Fátima Meira/ Futura Press/ Folhapress

No sábado, 9, o presidente da Câmera dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), usou seu perfil oficial no Twitter para criticar o presidente da república Jair Bolsonaro (sem partido).

Publicidade

Em duas publicações realizadas na rede social, Maia chegou a se referir à Bolsonaro como “covarde” e, inclusive, culpou o mandatário pelas mais de 200 mil mortes provocadas pela pandemia do novo coronavírus.

Anexando uma matéria da revista Veja, que dizia que Bolsonaro estaria culpando o ministro da saúde, Eduardo Pazuello, pelo atraso no início das campanhas de vacinação, Maia legendou escrevendo: “covarde”. Já em outro tuíte, o deputado ressaltou que a pandemia já causou “200 mil vidas perdidas até agora”, e finalizou afirmando que o presidente “tem culpa”.

Publicidade

Aproveitando o desabafo de Rodrigo Maia, muitos internautas questionaram o politico a respeito de 56 pedidos de impeachment que ele teria recebido contra Bolsonaro, no entanto, até o momento não foram colocados para votação.

Publicidade

De acordo com informações divulgadas pela revista Veja, Jair Bolsonaro culpou o ministro da saúde, o general Eduardo Pazuello, pelo atraso para o início das campanhas e até pela perda de popularidade. Segundo a revista, “mesmo insatisfeito”, Bolsonaro gosta do ministro da saúde, por isso, o mandatário teria convocado ministro nesta semana para ajudarem Pazuello. Durante a reunião, segundo à matéria, “meio brincando, meio à vera”, o presidente teria dito que a pandemia “baqueou” o ministro e que “ele não dá conta de mais nada”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade