in

Bebê que nasceu em parto de emergência recebe alta 13 dias após mãe morrer por Covid: ‘O amor venceu a dor’

Criança passou mais de um mês na UTI neonatal para ganhar peso; alta médica foi repleta de emoção.

G1

Depois de quase duas semanas da morte da mãe, vítima da Covid-19, a bebê Catarina Vitória da Silva, recebeu alta médica na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Cruz, em Curitiba, neste sábado (9). A pequena criança nasceu em um parto de emergência quando sua mãe estava entubada por conta da infecção pelo coronavírus.

Publicidade

De acordo com informações da tia de Catarina, Tatiane da Silva Lima, a menina nasceu com pouco mais de sete meses, isto porque, o quadro da mãe, Daiana da Costa, acabou se agravando por conta da Covid-19. A jovem de 33 anos, não tinha nenhuma comorbidade, e não resistiu as complicações da doença, morrendo um dia após o Natal. 

“Catarina nos traz amor, nos traz alegria de volta. Em honra à memória da Daiana, vamos fazer de tudo para a Catarina saber quem foi a mãe dela, sempre carinhosa, justa, digna, honrada, linda e batalhadora. Vamos fazer o nosso melhor para tentar amenizar a perda. Hoje o amor venceu a dor”, disse a tia Tatiane da Silva Lima.

Publicidade

Desde o seu nascimento, Catarina ficou na UTI neonatal nos últimos 36 dias, para que pudesse ganhar peso. 

Publicidade

Despedida emocionante

A alta médica da pequena Catarina causou emoção não só nos familiares da criança, como em toda a equipe de enfermagem da unidade hospitalar. Na oportunidade, uma das profissionais de saúde chegou a cantar para a bebê e o pai Helton da Silva, provocando uma onda de forte comoção. 

Publicidade

Madrinha de Catarina e irmã de Helton, Tatiane disse que dará todo o apoio e ajudará na criação da bebê, primeiro filho do casal. Daiana deixou uma menina de 11 anos, frutos de outro relacionamento. 

Cumprindo todos os protocolos de isolamento social, a família da pequena Catarina se reuniu neste sábado (9) para conhecê-la. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade