in

Mulher de 34 anos sem nenhuma comorbidade morre vítima da Covid e família fica desolada: ‘Cheia de vida’

Jovem passou 11 dias com sintomas da Covid-19 e aguardava leito para internação.

G1

A pandemia do coronavírus segue assolando a população nacional em larga escala e devastando as famílias. Mesmo sem ter nenhuma comorbidade ou qualquer problema de saúde, a jovem Cristiane Lima Leite, de 34 anos, foi mais uma vítima fatal da Covid-19. 

Publicidade

Residente em Mongaguá, no litoral de São Paulo, ela acabou apresentando sintomas da doença por 11 dias e sofreu duas paradas cardiorrespiratórias neste intervalo, não resistindo as complicações da Covid-19. 

Em entrevista ao G1, a cunhada de Cristiane, Camila Leite, de 29 anos, fez um desabafo comovente sobre a perda repentina para a família.  “O vírus não escolhe quem vai matar”, desabafou a cunhada da vítima. 

Publicidade

Repentino

A jovem ainda relata que Cristiane  esperava uma vaga para internação, quando acabou morrendo em decorrência da doença. No oitavo dia apresentando sintomas, a vítima se deslocou para a UPA do município. No local, ela foi submetida um exame de raio-X, e os médicos apontaram um suposto quadro de pneumonia. Ela também foi testada, recebeu medicamentos e foi liberada. 

Publicidade

Em um intervalo de 48h, Cristiane voltou a passar mal e retornou para o hospital. Na unidade, ela acabou sofrendo duas paradas cardíacas e ficou em coma. Poucas horas depois, ela morreu.

Publicidade

A morte da jovem de 34 anos causou forte comoção e surpresa nos familiares e amigos da vítima. Cristiane era casada e deixou dois filhos. “Fomos pegos de surpresa. Como assim, uma mulher de 34 anos, cheia de vida, morrer em algumas horas? Talvez, se tivessem dado mais atenção à pneumonia que acusou o raio-X? Não saberemos, nunca saberemos”, disse Camila. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade