in

Pai diz ter pedido corpo da filha para traficante no Rio: ‘deixa eu enterrar minha filha’

Segundo o pai de Bianca Lourenço, que está desaparecida há cinco dias, ele foi ao Complexo da Penha para pedir o corpo da filha ao ex-namorado

Record TV Rio

Alguns familiares de Bianca Lourenço, de 24, que segue desaparecida há cinco dias, acreditam que a jovem tenha sido assassinada por um traficante do Complexo da Penha, localizado na zona norte do Rio de Janeiro.

Publicidade

Segundo informações passadas pela família de Bianca, ela manteve um relacionamento com o traficante por cerca de um ano. Em conversa com a RecordTV Rio, o pai da jovem chegou a revelar ter pedido o corpo da filha para o traficante que, segundo ele, é apontado como um dos chefes do trafico na região.

O pai de Bianca diz ter pedido, olhando no olho do criminoso, que ele tirasse a sua dor. “Deixa eu enterrar minha filha”, pediu ele, que ainda ressaltou não querer saber como irá pegá-la. No entanto, o pai da jovem diz que o traficante não fez nada.

Publicidade

Ainda de acordo com informações passadas pela família, a jovem estava morando atualmente com o pai no intuito de fugir das ameaças do ex-namorado. Mesmo assim, Bianca esteve na comunidade no domingo, 3, quando foi ao local comemorar o aniversário de uma amiga. Durante a comemoração, ela teria sido surpreendida pelo ex que, segundo relatos, a obrigou a entrar em um veículo.

Publicidade

Devido à repercussão que o caso de Bianca Lourenço tomou, a Polícia Civil abriu um inquérito para apurar o caso, mesmo antes dos familiares da jovem registrarem um BO (Boletim de Ocorrência). Com o início das investigações, o pai de Bianca foi ouvido na delegacia de Nova Iguaçu, localizada na Baixada.

Publicidade

O pai de Bianca contou com um forte esquema de segurança durante seu depoimento e revelou ter fornecido às autoridades diversas informações, envolvendo o relacionamento da filha com o traficante.

Publicidade
Publicidade