in

Menino que vendia pastel é morto por mulher após cobrar dívida de R$ 1; vítima tinha apenas 12 anos

Kaíke Júnior Moreira Silva foi atingido pela mulher com uma faca quando ia embora do local.

G1 | Divulgação

Um crime bárbaro assustou moradores de Rubim, no Vale do Jequitinhonha, Minas Gerais, na última quarta-feira (6). Kaíke Júnior Moreira Silva, de apenas 12 anos, foi morto de forma brutal por uma mulher, após cobrar o valor de R$ 1 referente a uma dívida. De acordo com o site G1, Kaíke trabalhava em um restaurante e vendia pastéis para ajudar a família.

Publicidade

O menino havia vendido os pastéis para os filhos de uma mulher de 39 anos. Ao chegar na residência da família para cobrar o valor, faltou a quantia de R$ 1 no momento do acerto. Ao ser cobrada por Kaíke, a mulher, que não teve a identidade revelada, desferiu um golpe de faca nas costas do menino.

Segundo relatos da polícia, o menino já estava indo embora quando foi atingindo. Ao perceber que estava ferido, Kaíke chegou a correr pela rua e pedir ajuda a moradores locais, porém caiu na calçada devido à perda de sangue. O menino foi socorrido, mas não resistiu ao grave ferimento.

Publicidade

Ainda de acordo com o site G1, após denúncias acerca do endereço da suspeita, policias se encaminharam até o local. A mulher de 39 anos se trancou dentro de sua residência e se desfez de algumas facas que estavam no local. Após conversa com a polícia, a suspeita decidiu se entregar e foi presa em flagrante.

Publicidade

O corpo da criança foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para ser submetido à necropsia. A mulher foi levada à Delegacia para prestar esclarecimentos. Testemunhas também serão ouvidas para que a polícia possa esclarecer as circunstâncias do crime.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade