in

Tragédia: grave acidente mata três pessoas e deixa outras quatro feridas no RS; cenário é desolador

Três pessoas que morreram estava no mesmo veículo que colidiu com um Polo ao invadir pista contrária.

Divulgação - Corpo de Bombeiros

O início de 2021 tem sido violento nas rodovias brasileiras, com o registro de diversos acidentes fatais. No final da tarde desta terça-feira (5), mais uma ocorrência com vítimas foi computada. O trágico acidente em questão ocorreu no Km 21 da ERS-040, em Viamão, Região Metropolitana de Porto Alegre. A batida aconteceu próximo ao pedágio do município, envolvendo dois veículos de passeio. Três pessoas morreram, e outras quatro ficaram feridas. 

Publicidade

Até o fechamento desta matéria, os nomes das vítimas não haviam sido revelados. O Comando Rodoviário da Brigada Militar se limitou a informar que eram dois homens (um deles de 59 anos) e uma mulher. As vítimas fatais morreram no local do acidente, e estavam no mesmo veículo, um Gol, que fazia viagem no sentido Viamão/Capivari.

Informações iniciais dão conta que o veículo teria invadido a pista contrária e colidido brutalmente com um Polo. 

Publicidade

O condutor do outro veículo, um homem de 49 anos, e um passageiro, de 16 anos, foram conduzidos até o Hospital de Viamão, os outros dois feridos também receberam atendimento e encaminhados. O Comando Rodoviário da Brigada Militar não informou qual o estado de saúde dos quatro feridos na colisão.

Publicidade

Atendimento

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada para a retirada das vítimas das ferragens do veículo. Equipes da EGR (Empresa Gaúcha de Rodovias), também ajudou no atendimento. Por conta do trágico acidente, o local da ocorrência foi parcialmente bloqueado para o socorro às vítimas, realização da perícia e limpeza da pista. O trecho foi liberado horas depois. 

Publicidade

Índices altos

De acordo com um balanço emitido pela Polícia Rodoviária Federal, entre os dias 30 de dezembro e 3 de janeiro, foram computados 903 acidentes nas rodovias federais. Deste quantitativo, 254 foram classificados como grave, por terem resultado em vítimas, 67 delas fatais. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade