in

Dor e sofrimento: sepultamento de menina morta por bala perdida é marcado por comoção; mãe e avô passam mal

Alice Pamplona foi a primeira vítima fatal de bala perdida no Rio de Janeiro em 2021.

UOL - G1

Vítima fatal de mais um episódio de violência com bala perdida no Rio de Janeiro, a pequena Alice Pamplona, de apenas 5 anos, foi sepultada neste sábado (2), no Cemitério do Caju, na Zona Norte da cidade. A cerimônia teve um cenário de total comoção e muitas lágrimas, com a mãe e a avó da criança passando mal. A avó teve que ser socorrida e saiu carregada do cemitério.

Publicidade

Após passarem mal, as duas não conseguiram acompanhar o sepultamento da menina. Cerca de 100 pessoas entre amigos e familiares estiveram no local. 

Durante o enterro, Mayara, tia da criança vítima da bala perdida, afirmou que não ouviu o disparo diante do alto volume de barulho da vizinhança.

Publicidade

“Perdi meu avô e só queria reunir a família. Eu não queria que nada de ruim acontecesse”, desabafou ela. 

Publicidade

Nas redes sociais, outro tio de Alice Pamplona lamentou a precoce perda por conta de mais um episódio de violência na capital carioca. 

Publicidade

“A gente vê isso diariamente passando na TV, a gente pensa que nunca vai acontecer com um dos nossos até que acontece. É inacreditável”, disse ele.

No Réveillon

Alice Pamplona morreu na última sexta-feira (1), após ter sido alvejada com um tiro no pescoço nos primeiros minutos de 2021. O caso aconteceu na Comunidade do Turano, no Rio Comprido. A criança de 5 anos ainda foi socorrida para o Hospital Casa de Portugal, mas acabou não resistindo.

Em um primeiro momento, os familiares acreditavam que a menina tinha sido atingida por fogos de artifício, contudo, os médicos constataram que foi um tiro.

O caso foi registrado na 6ª DP (Cidade Nova) e será apurado pela Polícia Civil. Os pais da vítima já prestaram depoimento, e outras testemunhas serão ouvidas nos próximos dias.

Publicidade
Publicidade
Publicidade