in

Anote na agenda! Governo divulga calendário dos feriados e pontos facultativos em 2021

Ano de 2021 terá três feriados prolongados e várias pontos facultativos; veja o cronograma.

Pinterest - Divulgação

O Governo Federal apresentou, na última quinta-feira (31), o cronograma oficial dos feriados nacionais e pontos facultativos de 2021. Ao longo do ano, três feriados serão prolongados, uma vez que se juntarão com o final de semana, proporcionando que os trabalhadores descansem por mais tempo e programem viagens. 

Publicidade

O primeiro deles ocorre justamente nesta sexta-feira (1º), Dia da Confraternização Universal. Com isso, o ano só começará para muitos na segunda-feira, dia 4. 

Depois do primeiro dia do ano, o próximo feriado nacional ocorre no dia 2 de abril, a Sexta-feira Santa, Dia da Paixão de Cristo. Ainda no mesmo mês, no dia 21,  terá o feriado do Dia de Tiradentes, que será em uma quarta-feira. Na sequência, vem o dia 1º de maio, que cairá em um sábado.

Publicidade

O feriado de 7 de setembro será em uma terça-feira, comemorando assim os 199 anos da Independência do país. Também em uma terça será o Dia de Nossa Senhora Aparecida, bem como o Dia de Finados, em 2 de novembro. Ainda em novembro, o Dia da Proclamação da República cairá em uma segunda-feira.

Publicidade

Por fim, em dezembro, as festividades de final de ano ocorrerão em um sábado. 

Publicidade

Pontos facultativos

Em algumas regiões do país, o Carnaval é classificado como feriado, mesmo diante do fato de ter sido adiado em função da pandemia. Corpus Christi também é outra data considerada como ponto facultativo. Neste ano, a segunda e terça de Carnaval se darão nos dias 15 e 16 de fevereiro. A Quarta-Feira de Cinzas será ponto facultativo até às 14h.

O ano de 2021 ainda terá mais três pontos facultativos: o Dia do Servidor Público, em 28 de outubro, quando o governo passa a orientação que, em função da proximidade com o Dia de Finados, seja emendado as datas; além disso, os dias 24 e 31 de dezembro aparecem como pontos facultativos, permitindo assim que os trabalhadores sejam liberados a partir das 14h.

Publicidade
Publicidade
Publicidade