in

Três crianças desaparecem no Rio de Janeiro e famílias ficam em desespero; polícia faz buscas

Meninos de 8, 10 e 11 anos estão desaparecidos desde o último final de semana no Rio.

Montagem: i7 Network

Um caso de desaparecimento de três crianças tem deixado familiares e a comunidade de Belford Roxo, em desespero. Os garotos de 8, 10 e 11 anos saíram de casa no último domingo (27), por volta das 10h30 para brincar no campo de futebol que fica ao lado do condomínio onde moram, na Baixada Fluminense. Contudo, nenhum deles retornou para casa. A Polícia Civil investiga o caso e faz varreduras para descobrir o paradeiro dos garotos.

Publicidade

Os meninos identificados foram identificados como Lucas Matheus, de 8 anos, o primo dele Alexandre da Silva, de 10 anos e Fernando Henrique, de 11. Segundo informações de familiares, os garotos estava acostumados a brincar sozinhos, e geralmente sempre retornavam para o almoço por volta das 14h. No dia do desaparecimento, isso no entanto não aconteceu. 

Após estranharem o sumiço das crianças, as famílias começaram as buscas por conta própria. Em entrevista ao G1, a mãe de Alexandre, Hanna Silva, de 24 anos, disse os parentes fizeram varreduras em vários locais próximos, indo de hospitais até o IML. No entanto, o paradeiro deles não foi descoberto. 

Publicidade

Informações falsas

As famílias resolveram publicar fotos dos garotos nas redes sociais para tentar ajuda, mas a decisão acabou atrapalhando e aumentando a angústia, uma vez que várias notícias falsas foram criadas sobre onde as crianças estariam. 

Publicidade

“Depois que postamos nas redes sociais as fotos dos meninos, muita gente ligou dizendo que eles foram vistos andando pelas ruas de Belford Roxo, de Cabuçu (Nova Iguaçu), que estavam pedindo comida na rua, mas quando chegamos a esses locais não conseguimos nenhuma pista”, disse a mãe de Alexandre. 

Publicidade

Ainda segundo ela, os meninos eram tranquilos e não tinham nenhum histórico de desaparecimento ou briga entre eles, cenário que deixa os familiares ainda mais aflitos. 

O caso foi registrado na Divisão de Homicídio da Baixada Fluminense, após as mães das crianças buscarem ajuda. 

Quem tiver informações sobre o paradeiro das três crianças pode acionar a polícia através do 190, ou pelo WhatsApp da Fundação da Infância e da Adolescência, no número 21 – 98596-5296.

Publicidade