in

Menino de 7 anos se torna herói ao salvar irmã bebê de casa em chamas; família é ajudada com ‘vaquinha’

Garoto entrou por pequena janela para salvar irmã de incêndio em sua residência.

G1

Um menino de apenas 7 anos mostrou bravura e heroísmo ao arriscar a própria vida para salvar a irmã de 1 ano e 10 meses de vida em meio a um incêndio ocorrido na residência onde eles moravam. O caso se deu no estado de Tennessee, nos Estados Unidos, e causou forte comoção e alegria por ter tido um desfecho positivo. As informações foram repassadas pela WVLT, emissora local.

Publicidade

Segundo Nicole Davidson, mãe das crianças, Eli teve um ato de coragem surpreendente ao garantir a que irmã saísse da residência em chamas totalmente segura. 

Na entrevista à WVLT, ela informou que acordou no meio da noite e notou que a casa já estava em chamas e com muita fumaça. Ex-bombeiros, ela o marido, Chris, entraram em ação, retirando dois de seus filhos da condição de risco.

Publicidade

O fogo que já tomava conta de alguns cômodos da residência impediu que o casal chegasse até o quarto onde a bebê de 1 ano e 10 meses dormia. 

Publicidade

Nicole conta que o fogo na sala de estar a impediu de chegar ao quarto onde sua filha de 22 meses ainda estava dormindo.

Publicidade

Após a saída dos dois meninos em segurança, o esposo de Nicole ergueu Eli para que ele pudesse entrar no quarto da bebê através de uma janela. Apesar de admitir que estava com medo, o herói-mirim conseguiu pegar a irmãzinha do berço e a entregou ao pai. 

“Papai quebrou a janela e então eu disse:‘ Não consigo ’, umas duas vezes. Aí eu falei: ‘Papai, eu a peguei’. E quando descemos, eu disse: ‘Estava com medo, mas não queria que minha irmã morresse’ ”, disse Eli, em relato emocionante. 

Graças a bravura do menino de 7 anos, ninguém ficou ferido no incêndio. A casa, no entanto, ficou totalmente destruída, dando perda total. 

Ajuda do próximo

Após a ampla repercussão do caso, uma página foi criada para receber donativos e a família já conseguiu arrecadar mais US$ 334 mil (R$ 1,76 milhão) até esta segunda-feira (28). Eli e toda a família estão morando provisoriamente na casa de um familiar. 

Publicidade
Publicidade