in

Juíza abriu mão de escolta pois tinha pena da condição infeliz em que o ex-marido se encontrava

O assassinato aconteceu cerca de um mês após Viviane Vieira dispensar a segurança privada concedida pelo TJ-RJ.

Rede Globo/Reprodução | O Globo/Divulgação

A morte da juíza Viviane Vieira do Amaral Arronezi, de 45 anos, aconteceu cerca de três meses após uma denúncia formal contra o ex-marido, o homicida Paulo José Arronezi, um engenheiro de 52 anos. Desde que as ameaças se agravaram, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) concedeu uma escolta particular para a proteção da magistrada.

Publicidade

O relacionamento do casal havia ficado insustentável, motivo pelo qual ela tomou a decisão de pedir o divórcio em julho deste ano. Desde então, passou a ser perseguida pelo ex-marido, que sempre reagia de maneira violenta diante das tentativas frustradas de reconciliação.

O maior temor de Viviane era com as filhas do casal. Além de estar incomodada por contar com seguranças sempre ao seu redor, não queria que as meninas fossem envolvidas no problema afetivo com os pais, alguns dos motivos pelos quais abriu mão da escolta.

Publicidade

“Ficou evidente que ela tentava preservar a figura do ex-marido como pai. Tentou se proteger e, ao mesmo tempo, protegê-lo. Acabou abrindo mão da escolta por pena dele”, disse uma magistrada no TJ-RJ, amiga pessoal de Viviane, que pediu anonimato.

Publicidade

Sozinha, sem a proteção da escolta, Viviane acabou sendo vítima de um feminicídio. Ela compareceu pessoalmente junto com as filhas, de idades entre 7 e 9 anos, para repassar a guarda para Paulo José, a fim de que passassem a noite de Natal com o pai. Desamparada, foi alvo de uma emboscada, sendo golpeada 16 vezes até a morte.

Publicidade

“Viviane era uma mulher forte, independente financeiramente e reservada. Estava refém de um relacionamento que demonstrava ser fatal”, explica a juíza Simone Nacif, amigo de Viviane, recordando a tentativa da vítima em zelar pelo psicológico de suas filhas.

Publicidade

Escrito por Henrique Furtado

Henrique Furtado é um redator com vasta experiência no jornalismo online. Solidificou sua carreira com coberturas marcantes sobre os principais acontecimentos no Brasil e no mundo ao longo da última década. Suas especialidades englobam desde os bastidores da política, versando por esportes, atualidades e, claro, tudo o que acontece no mundo dos famosos. Está sempre ligado para entregar, em primeira mão, as últimas novidades para os seus leitores, 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano.

Contato: henriquefurtado.jornalista@gmail.com