in

Médica negra que denunciou tratamento diferente pela cor de sua pele morre de Covid-19 dias depois

O médico teria menosprezado suas dores, chegando a dizer que a vítima não estava com dificuldades para respirar, apesar das queixas.

Dra. Susan Moore/Facebook/Reprodução - CNN/Divulgação

A médica estadunidense, Dra. Susan Moore, morreu no último domingo (20), vítima de complicações provocadas pela Covid-19. A morte aconteceu dias depois dela publicar, em suas redes sociais, um vídeo em tom de denúncia, acusando um dos médicos do hospital em que estava internada de dispor um tratamento diferente ao seu caso em decorrência da cor de sua pele.

Publicidade

Enquanto esteve no Hospital Norte da Universidade de Indiana (IU North), Moore precisou implorar determinadas medicações utilizadas no tratamento de Covid-19, tendo em vista o seu conhecimento técnico sobre o assunto e a recusa da administração por parte do médico que estava lhe tratando.

No início de dezembro, deitada em um leito do hospital, denunciou o menosprezo do médico diante de suas dores. Em uma das acusações, o profissional da saúde teria dito que ela “nem estava com falta de ar”. “Sim, eu estou”, disse ela, nas imagens postadas no Facebook em 4 de dezembro.

Publicidade

Mesmo apresentando sintomas graves de Covid-19, o médico havia ameaçado lhe dar alta hospitalar, enviando-a para casa. Foi necessário pedido de clemência para que recebesse doses de remdesivir, droga antiviral comumente utilizada em pacientes com coronavírus e que não precisam de ventilação mecânica. “Ele me fez sentir como uma viciada”, afirmou.

Publicidade

Moore chegou a receber alta hospitalar e volta para casa, mas 12 horas depois voltou a sentir sintomas agudos, sendo internada em outro hospital. Em nota, a presidente e CEO da Universidade de Saúde de Indiana, Dennis M. Murphy, defendeu que o hospital segue à risca todos os protocolos para o tratamento da Covid-19, mas enxerga a possibilidade de que Moore não tenha recebido a devida compaixão e respeito diante do seu caso, indicando a instauração de uma sindicância para investigar o caso.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Henrique Furtado

Henrique Furtado é um redator com vasta experiência no jornalismo online. Solidificou sua carreira com coberturas marcantes sobre os principais acontecimentos no Brasil e no mundo ao longo da última década. Suas especialidades englobam desde os bastidores da política, versando por esportes, atualidades e, claro, tudo o que acontece no mundo dos famosos. Está sempre ligado para entregar, em primeira mão, as últimas novidades para os seus leitores, 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano.

Contato: henriquefurtado.jornalista@gmail.com