in

Jair Bolsonaro diz que a pandemia está acabando e bate o martelo sobre vacina: ‘Não tenho pressa’

Em entrevista concedida ao seu filho, o presidente disse que a pandemia está perto do fim e destacou que não terá pressa a vacinação.

Reprodução: JOTA Info

Neste sábado (20), o presidente Jair Messias Bolsonaro expôs seu pensamento acerca da pandemia provocada pelo coronavírus e dos comportamentos voltados à vacinação. Apesar de o número de casos da doença estar aumentando em todo o território nacional, caracterizando a chamada segunda onda, o presidente acredita que a pandemia esteja chegando ao fim.

Publicidade

Além de acreditar no término próximo da pandemia, Bolsonaro também revelou sua opinião em relação aos comportamentos voltados à vacinação. Segundo o líder do Executivo, essa pressa da população não se justifica, porque o assunto envolve a vida de muitas pessoas e deve ser analisado com cautela.

Na entrevista concedida ao seu filho, Eduardo Bolsonaro, deputado federal pelo PSL, o presidente disse que não terá pressa para gastar os 20 bilhões destinados ao Ministério da Saúde, os quais serão usados para a compra de vacinas: “Não tenho pressa para gastar esse dinheiro”, destacou Jair Bolsonaro.

Publicidade

Assista ao vídeo

Publicidade

Financiamento do Plano de Imunização

De acordo com informações divulgadas pelo Palácio do Planalto, a referida quantia será utilizada no Plano Nacional de Imunização, proporcionando não só a compra das vacinas, mas também de outros equipamentos do âmbito da saúde, como as seringas, agulhas e toda a logística necessária para uma correta vacinação.

Publicidade

Jair Bolsonaro discorda da decisão do STF

O presidente ainda expressou seu posicionamento contrário à decisão do STF, no sentido de que, para ele, a vacinação deve ser voluntária, e não obrigatória como decidido pela máxima corte de justiça.

Publicidade
Publicidade
Publicidade