in

Tragédia: acidente terrível deixa seis vítimas em BR-280; três crianças irmãs morreram e cenário é desolador

Caso aconteceu no final da manhã do último domingo (20) em rodovia no Sul do país.

Corpo de Bombeiros - Divulgação

Um trágico acidente foi registrado no último domingo (20) na BR-280 em Três Barras, em Santa Catarina. Em uma forte colisão entre dois veículos, seis pessoas acabaram morrendo. Entre as vítimas fatais estavam três mulheres e três crianças. O caso se deu no Km 224 da rodovia, próximo da Floresta Nacional do Ibama (Flona).

Publicidade

A batida ocorreu frontalmente entre um Volkwagen Gol, com placas de Canoinhas, município de Santa Catarina, e um Renault Logan, com placas de Jaraguá do Sul, também em Santa Catarina. No primeiro veículo havia uma mulher e três crianças, enquanto no outro carro estavam duas mulheres.

Segundo informações do tenente João Ricardo Prochmann, de Canoinhas, as vítimas do Gol eram uma mulher de 42 anos e os seus três filhos de idades entre 11 a 5 anos. As outras duas vítimas do Logan tinham 41 e 35 anos. Devido à gravidade do impacto, todas as vítimas morreram no local.

Publicidade

A ocorrência

Uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar foi acionada ao local para fazer o atendimento da ocorrência, socorristas do Serviço de Atendimento de Urgência (Samu), agentes da Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e o Instituto Geral de Perícias também prestaram atendimento no trágico acidente.

Publicidade

Depois da retirada dos corpos, que ficaram presos às ferragens, a Polícia Militar assumiu a ocorrência. 

Publicidade

Diante da batida, a Polícia Rodoviária Federal informou que o trecho ficou fechado parcialmente até 15h15. Em termos gerais, a rodovia ficou totalmente interditada em um intervalo de uma hora para a retirada dos corpos e dos dois veículos. 

De acordo com dados oficiais, o trecho entre as cidades de Canoinhas e Mafra é o local com o registro do maior número de vítimas fatais em acidentes na BR-280.

Bombeiros, Serviço Móvel de Urgência (SAMU), policiais rodoviários federais e militares trabalharam no resgate das vítimas, todas encarceradas nos respectivos veículos. Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal e passam por perícia.

Publicidade
Publicidade