in

Avó de menina de 5 anos que foi abusada e morta por padrasto comove em desabafo: ‘Era uma criança’

Maria Clara estava desaparecida desde a quinta-feira (17) e foi encontrada sem vida dentro de uma caixa.

TV Hortolândia

Os crimes de estupro e assassinato contra a pequena Maria Clara, de apenas 5 anos, chocou o país. Desaparecida desde a última quinta-feira (17), quando segundo familiares teria saído para brincar, a criança foi encontrada em um terreno no Jardim São Felipe, em Hortolândia, sem vida.  

Publicidade

O autor do crime brutal foi o padrasto de Maria Clara, que acabou confessando a ação de depoimento à polícia, após ser localizado em Campinas na manhã da sexta-feira (18).

Identificado como Cássio Martins Camilo, o homem já tem passagem pela polícia por abusar de outra menina, e inicialmente prestou depoimento alegando não saber de nada do paradeiro da enteada.

Publicidade

Após buscas incessantes pelo corpo da garota, familiares e amigos encontraram-na próxima à residência em uma caixa. A mãe da criança retirou o corpo com as próprias mãos e levou até uma Unidade de Pronto Atendimento, contudo, a garota já estava sem vida.

Publicidade

Desabafo

Abalada pelo crime bárbaro, a tia-avó de Maria Clara, Adriana Viana Nascimento, desabafou e externou o sentimento doloroso vivenciado por ela e a família da criança. 

Publicidade

“Era uma criança. Uma garota maravilhosa, que ninguém nunca imaginou que isso pudesse acontecer”, disse a avó da menina.

Protestos

Depois da prisão do padrasto o clima ficou tenso nos arredores da delegacia onde ele ficou detido. Familiares e amigos da família da vítima foram até o local para ver o suspeito. Xingamentos e gritos foram ouvidos, além do lançamento de bombas de fumaça na área interna da delegacia e pneus queimados na rua foram evidenciados.

A mãe de Maria Clara já prestou depoimento à polícia, e agora as investigações apuram se Cássio Martins Camilo agiu sozinho ou com ajuda e conivência de alguém.

Publicidade
Publicidade
Publicidade