in

Bolsa Família: Bolsonaro anuncia decisão importante sobre o benefício e gera revolta

Beneficiários do Bolsa Família aguardavam ansiosamente o pagamento da 13ª parcela.

Agência Brasil

Em sua tradicional live semanal nas redes sociais realizada na última quinta-feira (17), o presidente Jair Bolsonaro trouxe uma notícia não muito agradável para milhares de beneficiários do programa Bolsa Família. Segundo o chefe do Executivo, o governo não pagará a 13ª parcela do benefício neste ano. 

Publicidade

Ao revelar a decisão, Bolsonaro colocou o não pagamento sob responsabilidade do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). O deputado, por sua vez, respondeu as declarações acusando o chefe do Executivo de mentiroso, em contato rápido com a Folha de S. Paulo. 

A decisão do governo deixa milhares de beneficiários do programa Bolsa Família irritados, uma vez que estes esperavam a cota, principalmente por conta do cenário de pandemia vivido nos últimos meses.

Publicidade

O pagamento da 13ª cota do Bolsa Família era uma promessa de campanha de Jair Bolsonaro e chegou a ser paga em 2019, através de uma Medida Provisória. Na tramitação do recurso no Congresso, o relator da pauta, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) propôs que o governo continuasse pagando a cota extra em todos os anos seguintes.

Publicidade

A medida, no entanto, acabou perdendo a validade no final de março, quando estava na pauta da Câmara dos Deputados e ainda seria votado no Senado. 

Publicidade

“Você está reclamando do 13º do Bolsa Família, que não teve. Foi promessa minha? Foi. Foi pago no ano passado? Mas o presidente da Câmara deixou caducar a MP. Vai cobrar de mim? Cobra do presidente da Câmara, que o Supremo agora não deu o direito de ele disputar a reeleição”, disparou Jair Bolsonaro durante a live desta quinta-feira (17).

Durante o período de pandemia, os beneficiários do programa Bolsa Família passaram a receber o Auxílio Emergencial. Com a redução do valor do programa de emergencial em 50% nas últimas quatro cotas, alguns voltaram a receber o Bolsa Família novamente, enquanto os demais ainda cumprem o calendário que se encerra neste mês de dezembro, com o pagamento da última cota de R$ 300.

Relação tensa

O relacionamento de Jair Bolsonaro e Rodrigo Maia nunca foi dos mais amistosos e acabou piorando nos últimos dias, após o chefe do Executivo manifestar apoio a candidatura de Arthur Lira (AL) para a substituição de Maia na presidência da Câmara.

Maia nutria a esperança de tentar a reeleição no cargo, mas o Supremo Tribunal Federal barrou a possibilidade. Maia agora busca um candidato para enfrentar o nome apoiado pelo presidente da República.

Publicidade
Publicidade
Publicidade