in

Juiz causa polêmica e enorme revolta em audiência ao falar sobre Lei Maria da Penha: ‘Não estou nem aí’

Vídeos exclusivos foram revelados pelo portal Papo de Mãe, e têm gerado grande revolta.

UOL

Um juiz causou polêmica e tem gerado uma grande revolta após ter dado fortes declarações durante uma audiência realizada em uma Vara de Família de São Paulo referente a um processo de alimentos com guarda e visita aos filhos menores de idade.

Publicidade

Em material obtido com exclusiva pelo site Papo de Mãe, do UOL, o magistrado desdenha da Lei Maria da Penha, criada para defender mulheres vítimas de agressão, e ainda afirma que “ninguém agride de graça”.


“Se tem lei Maria da Penha contra a mãe (sic), eu não tô nem aí. Uma coisa eu aprendi na vida de juiz: ninguém agride ninguém de graça”
, disse o juiz que não teve a identidade revelada.

Publicidade

“Doutora, eu não sei de medida protetiva, não tô nem aí para medida protetiva e tô com raiva já de quem sabe dela. Eu não tô cuidando de medida protetiva”, continuou ele.

Publicidade

Vítima de violência

Segundo o portal, a mulher que integrava uma das partes do processo era vítima do ex-companheiro em um inquérito por violência doméstica, onde a própria Lei Maria da Penha foi acionada para defendê-la. A vítima, inclusive, precisou da medida protetiva em duas oportunidades

Publicidade

Durante a audiência, o juiz minimizou a importância da Lei Maria da Penha em diversas oportunidades, e ainda chegou a fazer ameaças a mulher quando disse que poderia tirar a guarda da criança.

O magistrado insinua que se a vítima voltar a registrar um Boletim de Ocorrência contra o ex-companheiro, ela pode ter problemas com a guarda do filho, dando a entender que quem depõe muito se prejudica neste tipo de situação.

Ainda na sessão, o juiz mesmo tendo conhecimento dos episódios de violência já vivenciados pela mulher, insistiu para que houvesse um cenário de reaproximação do casal, e chegou a utilizar algumas frases machistas. 

Publicidade