in

Projeto de Lei propõe Auxílio Emergencial com o valor fixo de R$1.200

A proposta foi criada pelo deputado Assis Carvalho, que pertence ao PT-PI.

G1

A pandemia do novo coronavírus ainda continua. No momento, o número de pessoas que foram infectadas pela Covid-19 ultrapassou 74 milhões. Além disso, a doença tirou a vida de mais de 1,6 milhões de pessoas, de acordo com os dados das organizações mundiais de saúde.

Publicidade

Quando a pandemia chegou no Brasil, houve um princípio de crise financeira entre a população, pois devido ao fato de que o coronavírus é repassado através do contato físico e pelo ar, foi preciso parar grande parte das indústrias e comércios para evitar o contágio.

Diante desse cenário, o governo federal disponibilizou o auxílio emergencial, um recurso paliativo para evitar que as famílias de baixa renda fossem privadas de suas necessidades mais básicas, como alimentação.

Publicidade

Mas infelizmente para os brasileiros, o auxílio, que beneficiou mais de 50 milhões de pessoas, teve data de validade até este mês. Porém, um novo projeto de lei prevê que o benefício continue, pelo menos para mulheres chefes de família.

Publicidade

A Câmara dos Deputados está analisando o Projeto de Lei (PL) 2.099/20, que solicita que as mulheres, que tenham na família pelos menos um dependente com idade inferior a 18 anos e não possuam companheiro ou cônjuge.

Publicidade

Além desses requisitos, também é preciso que as mulheres tenham renda per capita de até meio salário mínimo. O projeto também deverá ser aprovado pela Defesa dos Direitos da Mulher, Seguridade Social e Família, Finanças e Tributação, Constituição e Justiça e de Cidadania. Se aprovado, as mulheres que se encaixam nos requisitos receberão permanentemente o valor de R$ 1,2 mil.

Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.