in

Heroína mirim: menina de 4 anos salva vida de irmão caçula com doação de medula e caso gera grande comoção

Após um longo processo de luta pela vida, pequeno Eli foi salvo após doação de medula da irmã.

Yahoo

Uma história pra lá de emocionante foi registrada em Minnesota, nos Estados Unidos, e se tornou pública nos últimos. Com apenas quatro anos de vida, a pequena Olivia teve um ato de heroína para com o seu irmão caçula, Eli. O garoto diagnosticado com a rara síndrome de Hurler, conseguiu vencer a doença graças à doação da irmã. 

Publicidade

A história de luta dos pais foi iniciada com Eli tinha nove meses, quando os médicos apontaram o diagnóstico para a rara síndrome genética, que não permite que o corpo produza uma enzima necessária para o organismo digerir o açúcar. 

Em 2019, foi realizado o processo de transplante da medula da pequena Olivia para o irmão Eli. Durante todo este ano, a família das duas crianças ficaram na expectativa e na torcida para que o resultado do procedimento fosse positivo. Para a felicidade e alívio de todos, os médicos vieram com a melhor notícia: Eli respondeu o transplante de forma perfeita.

Publicidade

“Todos esses testes deram resultados tão bons — tudo parece igual ou melhor, o que é uma ótima notícia. Ele está se saindo realmente muito bem. E Olivia está tão orgulhosa de que ele é feito com as células dela e de que ele é tão saudável. Ela o deixou ficar melhor”, disse Kelsey, mãe das duas crianças, se mostrando aliviada e realizada pela conquista familiar.

Publicidade

Animada

Ainda na entrevista, a mãe das crianças disse que todo o processo de doação foi conversado com Olivia, e a garotinha sempre se mostrou empolgada com a ideia de ser a heroína e salvadora do irmão caçula. Antes de ser submetido ao processo de transplante de medula óssea, Eli passou por uma severa quimioterapia, e somente em novembro recebeu a doação da irmã. 

Publicidade

Agora saudável, o menino vem apresentando respostas amplamente positivas, e já possui um desenvolvimento intelectual bem perto do ideal para a sua idade. A pequena Olivia também segue saudável e pode dizer para o resto de sua vida que salvou o irmão. 

Publicidade
Publicidade