in

Covid-19: OMS faz alerta terrível para ano de 2021 mesmo com a chegada da vacina contra a doença

Mesmo com chegada da vacina, OMS prega discurso de cautela total para não aumentar o índice de casos.

G1

Diante de um cenário de calamidade no setor da saúde em função da pandemia do coronavírus, a chegada da vacina é aguardada com ampla expectativa pela população. Contudo, embora haja a euforia sobre os imunizantes, governos e especialistas estão descobrindo que o caminho para vencer de uma vez por todas a Covid-19 é mais longo e obscuro do que se desejava. 

Publicidade

Ou seja, o cenário de ano terrível vivenciado em 2020 não terá uma virada de página radical em 2021 logo em seu início. 

Responsável por monitorar a situação de luta contra a Covid-19 no mundo, a Organização Mundial da Saúde (OMS) prega um discurso de que a pandemia está longe de acabar, insistindo ainda que os governos não podem abdicar de medidas de controle de segurança sanitária, caso contrário os números aumentarão significativamente. 

Publicidade

Os números falam por si só. Desde novembro, o vírus tem registrado 4 milhões de novos casos por semana. No início do ano, o mundo precisava de dez dias para computar 1 milhão de novos casos. Diante disso, nota-se que a velocidade da transmissão, atualmente, é quatro vezes maior. 

Publicidade

Em circulação

Em contato com o portal UOL, cientistas da OMS revelaram que o coronavírus ainda tem um “amplo espaço” na população mundial para circular no próximo ano. No momento, quase 90% das pessoas continuam vulneráveis ao vírus, o que evidencia a grandeza dos riscos. Os casos de reinfecção já começam a ser registrados em todo o mundo.

Publicidade

Os especialistas mostram grande preocupação com as festividades de fim de ano. Cientistas temem que 2021 comece com um avanço significativo de novas infecções da Covid-19. 


“A celebração muito rapidamente pode se transformar em tristeza”
, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus.

Publicidade
Publicidade
Publicidade