Homem é preso suspeito de abusar da mãe adotiva de 74 anos, e da irmã com síndrome de Down; idosa faleceu dias após

O suspeito tem 37 anos e passava uma temporada na casa da mãe em Sabará, Belo Horizonte.

PUBLICIDADE

Um crime bárbaro chocou moradores de Sabará, Região Metropolitana de Belo Horizonte. Um homem de 37 anos foi preso por abusar da mãe adotiva, uma senhora de 74 anos. O suspeito também teria abusado da irmã de 35 anos que possui síndrome de Down. De acordo com o site G1, o crime ocorreu no último dia 12 de outubro, enquanto a idosa estava em casa com os três filhos.

PUBLICIDADE

A vítima de 74 anos teria visto o momento em que o filho passou a mão nas partes íntimas da irmã que tem síndrome de Down. Ao ser repreendido pela mãe, o homem a levou para um dos quartos da casa e começou as sessões de abuso e violência. O outro filho da idosa, que possui esquizofrenia, teria presenciado a cena.

Dias após o crime, a idosa procurou a polícia e foi encaminhada a uma unidade de saúde apresentando crises de pânico e ansiedade. Segundo informações da polícia, a mãe do suspeito veio a falecer dias após. O homem foi preso na última quarta-feira (9) na cidade de Alvinópolis, na Região Central de Minas.

Crime brutal

A delegada responsável pelo caso, Alessandra Álvares, deu detalhes chocantes sobre o momento do abuso que ocorreu em um dos quartos da casa da idosa: “Lá estava um outro irmão, que tem esquizofrenia em altíssimo grau. Pediu que ele se cobrisse dentro do quarto e, diante dessa situação, praticou conjunção carnal, mordeu o corpo da mãe e atos libidinosos em todo o corpo da senhora”.

De acordo com o site IG, uma das irmãs que estava viajando para Belo Horizonte no dia do crime, passou a receber ameaças por parte do suspeito. A polícia acredita que a idosa de 74 anos faleceu em decorrência da violência sofrida, já que era saudável antes de ser abusada pelo filho adotivo. O homem foi preso preventivamente e negou que tenha cometido o crime.

PUBLICIDADE