in

Crianças de 3 e 7 anos morrem em incêndio após mãe pular para se salvar e deixar os filhos para trás

A genitora foi ouvida gritando por socorro instantes antes de saltar da casa.

Sun/Montagem

Um grave incêndio resultou no trágico falecimento de duas crianças, uma de três e outra de sete anos de idade, que não conseguiram sair da residência em chamas, enquanto sua mãe se salvou, deixando-os no local.

Publicidade

O caso aconteceu na última quinta-feira (10/12), em St Neots, uma cidade e freguesia que fica localizada no distrito de Huntingdonshire, no condado de Cambridgeshire, Inglaterra, a aproximadamente 80km da capital inglesa.

As vítimas fatais, que não tiveram os nomes divulgados, foram um menino, de três anos de idade, e uma garota, de sete. Eles foram encontrados já sem vida no local do incêndio, onde residiam com a mãe. A mulher pulou do prédio para se salvar, enquanto os filhos morriam na casa.

Publicidade

A mãe, de 35 anos de idade, quebrou alguns ossos quando saltou para fugir do incêndio. O companheiro da mulher, de 46 anos, entrou na casa em chamas para tentar salvar a crianças e também se machucou, sofrendo ferimentos leves.

Publicidade

No momento, as autoridades acreditam que o incêndio não tenha sido provocado intencionalmente. A polícia está trabalhando com a hipótese de que houve uma falha elétrica em um dos quartos da residência.

Publicidade

Um dos vizinhos da família relatou: “Um homem que mora em frente foi acordado pelos gritos de uma mulher gritando ‘Socorro, socorro”. Ele acredita que foi um milagre a mãe das crianças e seu parceiro terem conseguido sobreviver ao incidente, considerando que a residência tem 3 andares.

O vizinho ainda conta que outro morador, que reside em frente à casa que pegou fogo, entrou para tentar salvar as crianças, mas como a chama estava muito alta, não conseguiu, e machucou o ombro. O homem ainda passou mal por inalar muita fumaça.

Ele apenas correu e tentou chegar aos quartos superiores. Mas ele não conseguiu. O fogo era muito poderoso. Ele está muito mal. Ele sabia que as crianças não tinham chance de sair vivas“, relatou o homem, chamado Lewis Curtis.

A namorado de Curtis disse que a genitora das crianças estava presa na casa e gritando. “A mãe não teve outra escolha senão pular para tentar viver ou ficar e morrer como seus filhos, o que é horrível“. A família havia se mudado há poucas semanas para a nova casa.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.