in

Jovem dada como morta em acidente com ônibus está viva em hospital e mãe desaba em reencontro: ‘Chorei muito’

Denise chegou a ser dada como morta em lista inicial divulgada no último sábado (05).

R7 - G1

Passageira no ônibus que despencou de um viaduto em João Monlevade (MG), na última semana, a jovem Denise Maria do Nascimento, de 27 anos, chegou a aparecer na lista das vítimas fatais do trágico acidente. Contudo, ela conseguiu sobreviver ao desastre e está internada em um hospital do município mineiro. 

Publicidade

Na planilha inicial divulgada pelo Governo de Minas, o nome de Denise estava entre os mortos do acidente. Em uma nova atualização feita no último sábado (5) pela Defesa Civil, o nome da jovem saiu da relação, mas o número de óbitos continuou em 19. 

Desespero e emoção

Em entrevista ao R7, a mãe de Denise, a auxiliar de limpeza Damiana Maria do Nascimento, disse que entrou em desespero ao ser informada da suposta morte da filha. Denise ia para São Paulo visitar a mãe e buscar os irmãos mais jovens para passar o Natal em Pernambuco.

Publicidade

Após algumas horas de aflição, Damiana foi surpreendida com a notícia de que a filha estava viva. A alegre notícia se deu quando ela já se preparava para ir à cidade mineira tratar da liberação do corpo da filha. No entanto, a própria filha tratou de desfazer a confusão, tranquilizando a mãe.

Publicidade

“Ela [Denise] me ligou pelo celular de uma enfermeira. Eu quase caí dura. Primeiro ela me ligou por chamada de voz, depois por vídeo. Eu chorei muito. Só chorava”, relatou Damiana em entrevista. 

Publicidade

Em recuperação

Por conta do grave acidente, Denise terá que ser submetida uma cirurgia na coluna. A jovem encontra-se internada no Hospital Santa Margarida. Após todo o susto, Damiana chegou na cidade mineira no último domingo (6), após conseguir ajudar dos amigos para comprar a passagem de São Paulo a Minas, e o reencontro com a filha reservou fortes emoções. 

“Quando eu a vi no hospital os médicos tiveram que correr comigo porque eu quase desmaiei de emoção. Graças a Deus ela está bem melhor”, desabafou a mãe da sobrevivente. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade