in

Jovem de 16 anos e saudável morre de Covid-19 e deixa familiares arrasados; ‘Era cheia de sonhos’, diz mãe

Giovana estava prestes a entrar na faculdade, e sonhava em cursar Direito para se tornar policial federal.

G1/Divulgação - arquivo pessoal da família de Giovana Campiotto

Uma adolescente de 16 anos morreu por complicações desencadeadas por um quadro de Covid-19. Giovana Campiotto morava com a família em Marilândia do Sul, região norte do Paraná, e testou positivo para o coronavírus no último mês de novembro. Após passar por todo o período de quarentena, acabou sofrendo uma piora em seu quadro de saúde, vindo a óbito.

Publicidade

A família de Giovana está absolutamente arrasada. Em entrevista ao G1, Terezinha Campioto conta que, apesar de ser saudável, a filha ficou com muitas sequelas provocadas pela Covid-19. O ponto mais crítico desde a sua contaminação veio na noite de segunda-feira (7), sendo encaminhada às pressas para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), morrendo horas depois dentro da unidade de saúde. “Muito rapidamente ela teve uma piora momentânea, sem tempo de nada. Essa doença é muito traiçoeira. Ela leva muito rápido”, desabafou a mãe da vítima.

Giovana estava no segundo ano do Ensino Médio e, em breve, prestaria vestibular para a universidade. A mãe recorda que o sonho da adolescente era cursar Direito, a fim de prestar concurso para a Polícia Federal, profissão pela qual tinha uma grande estima pessoal. “Era o sonho dela tentar essa carreira. Desde muito criança, era o foco da vida dela. Ela era estudiosa, cheia de sonhos. Era uma neta exemplar, amada por toda a família. Era incrível”, disse Terezinha.

Publicidade

A filha tinha apenas um problema de nascença no fígado, mas a mãe acredita que não existe relação com o agravamento do quadro de Covid-19. Além de Giovana, Terezinha e várias outras pessoas da família também foram infectadas, mas todos se recuperam bem.

Publicidade

“Eu tenho na família pessoas idosas, com doença pulmonar, que passaram pela doença. Ela era a bebê da turma, que não teria problema pela lógica”, explica a mãe, que não consegue compreender como a adolescente ficou tão mal após o seu diagnóstico de Covid-19, evidenciando o quão perigosa é a doença, mesmo para aqueles que não fazem parte do grupo de risco.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Henrique Furtado

Henrique Furtado é um redator com vasta experiência no jornalismo online. Solidificou sua carreira com coberturas marcantes sobre os principais acontecimentos no Brasil e no mundo ao longo da última década. Suas especialidades englobam desde os bastidores da política, versando por esportes, atualidades e, claro, tudo o que acontece no mundo dos famosos. Está sempre ligado para entregar, em primeira mão, as últimas novidades para os seus leitores, 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano.

Contato: henriquefurtado.jornalista@gmail.com