in

Justiça toma nova decisão envolvendo Padre Robson e MP-GO oferece denúncia

MP denunciou Padre Robson e outras 17 pessoas envolvidas no caso de suposto desvio de dinheiro da Afipe.

Reprodução Record TV

O Ministério Público de Goiás foi autorizado pela Justiça a retomar as investigações contra o padre Robson de Oliveira. Presidente da Afipe, o padre foi denunciado pelo MP-GO por suposto desvio de dinheiro da entidade. Entre 2010 e 2018, cerca de R$ 2 bilhões teriam sido desviados da Afipe. 

Publicidade

A defesa do padre Robson nega que tenha ocorrido qualquer ilegalidade e irregularidade na entidade. Em nota, a assessoria do religioso afirmou que a verdade vai prevalecer. As denúncias contra o padre ganharam notoriedade em agosto.

O Fantástico, da TV Globo, e outros programas de TV exibiram as denúncias contra o padre Robson. Ele foi afastado da presidência da Afipe. O dinheiro arrecadado seria utilizado pela instituição para construir uma nova basílica na cidade de Trindade, em Goiás, para onde vão milhares de fieis todos os anos.

Publicidade

As denúncias contra o padre Robson envolvem lavagem de dinheiro, organização criminosa, falsificação de documentos, apropriação indébita e sonegação fiscal. A Justiça de Goiás havia negado a denúncia por falta de provas. O MP-GO não ficou satisfeito e agora ofereceu uma nova denúncia.

Publicidade

MP denuncia padre Robson e 17 pessoas

O Ministério Público denunciou, nesta segunda-feira (7), 17 pessoas por lavagem de dinheiro, organização criminosa, falsidade ideológica e apropriação indébita. De acordo com os promotores do caso, padre Robson de Oliveira comandava o esquema que desviava o dinheiro das doações feitas pelos fiéis para a construção da nova basílica em Trindade.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!