in

Sobrevivente de trágico acidente com ônibus comove em desabafo e faz apelo a motorista: ‘apareça’

Acidente gravíssimo com ônibus alagoano comoveu o país na última sexta-feira (04).

PRF - Divulgação

O trágico acidente ocorrido no Km 350 da BR-381, na última sexta-feira (4), comoveu o país, deixando 19 mortos e mais de 20 feridos. Responsável por dirigir o veículo que viajava do interior de Alagoas para São Paulo, o motorista conseguiu pular antes do coletivo despencar do viaduto, e se evadiu do local.

Publicidade

O condutor segue sendo procurado pela polícia, que não o considera um foragido, mas está no seu encalço para ouvir o depoimento dele, que pode ajudar nas investigações do caso.

Uma sobrevivente do trágico acidente, a jovem Luana Costa, fez um desabafo comovente neste domingo (6), em frente ao Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte, e pediu para que o motorista se apresente à polícia, para dar sua versão sobre os fatos. 

Publicidade

“Eu gostaria de pedir pra você, motorista, que compareça, dê um esclarecimento do que aconteceu porque não é fácil pra gente, você perdeu um amigo também nessa tragédia. Apareça pra dar uma explicação pra gente e pra polícia também”, desabafou a sobrevivente.

Publicidade

Vítimas

Na manhã deste domingo (6), foi confirmado mais um óbito. Maria Luiza de Oliveira, de 56 anos, estava internada no Centro de Terapia Intensiva do Hospital Margarida, na capital mineira, mas não resistiu. 

Publicidade

Até o momento, apenas 14 das 19 vítimas fatais foram identificadas pelo IML. Uma sobrevivente recebeu alta, e oito pacientes seguem internados em João Monlevade. Outras três pessoas continuam internadas no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte, de acordo com o último boletim médico revelado. 

A Agência Nacional de Transportes Terrestres informou que o ônibus envolvido no acidente não tinha liberação para transportar passageiros, somente em 2019, o veículo foi autuado em três oportunidades, levando passageiros de forma irregular, algo rechaçado pela empresa responsável, Localima, que disse ter toda a documentação que autoriza o coletivo a circular com passageiros. O veículo tem placa de Mata Grande, município de Alagoas.

Publicidade
Publicidade