Boxeadora brasileira é presa sob suspeita de espancar o marido de 61 anos até a morte; ex também foi agredido

Viviane Obenauf deve ficar sob custódia na Suíça pelos próximos três meses.

PUBLICIDADE

Um crime violento supostamente praticado por uma brasileira ganhou repercussão na Suíça. Viviane Obenauf, boxeadora que já lutou três vezes pelo título mundial na categoria super-pena do esporte, está sendo acusada de ter espancado o marido de 61 anos até a morte. De acordo com o site UOL, Viviane está presa e deverá ficar sob custódia pelos próximos três meses. 

PUBLICIDADE

Segundo as investigações da polícia, a boxeadora teria espancado o marido com o auxílio de um “objeto contundente” dentro do apartamento da família. Thomas, marido de Viviane, foi encontrado morto no último dia 19 de outubro. Ele e a boxeadora haviam se casado em janeiro deste ano.

Viviane, de 34 anos, ficará presa enquanto a polícia investiga o caso. Thomas estaria com lesões violentas espalhadas pelo corpo. A polícia ainda fez uma busca na academia de Viviane e no apartamento do casal, que ficava em cima do restaurante do marido. A boxeadora nasceu no Rio de Janeiro e chegou a disputar 20 lutas antes de deixar os ringues.

De acordo com o jornal Extra, Andreas, que já namorou a brasileira, revelou que Viviane possuía personalidade agressiva e já havia o agredido violentamente. O homem de 34 anos contou que apanhou da ex-namorada até sangrar, por esta razão, não teria ficado surpreso com a notícia de sua prisão.

O rapaz revelou, ainda, que chegou a registrar um boletim de ocorrência contra Viviane, mas que teria desistido do processo após perder a mãe. No restaurante de Thomas, funcionários seguem de luto e foram colocados de licença após a morte do chefe. Velas e flores foram colocadas em frente ao estabelecimento em homenagem ao empresário.

PUBLICIDADE