in

‘Não tenho motivo para comemorar Natal e Ano-Novo’, desabafa mãe de Miguel; Sarí Corte passará por audiência

Caso aconteceu em junho e resultou na morte do pequeno Miguel, de cinco anos.

G1

Meses após perder o filho Miguel, de 5 anos, que caiu do 9º andar de um prédio de luxo, em Recife, a mãe dele, Mirtes Renata Souza, ainda sofre com a tragédia ocorrida com a criança e o sentimento de perda.

Publicidade

Em entrevista à rádio Jovem Pan, ela disse que não sente nenhuma vontade para comemorar a chegada do Natal e Ano-Novo.

“Não tenho motivo nenhum para comemorar Natal e Ano-Novo. Não tenho motivo para estar me confraternizando porque diante de tudo o que eu venho passando não vejo sentido em nada disso mais”, desabafou Mirtes.

Publicidade

Ainda na entrevista, Mirtes revelou que tem esperança de que a Justiça seja feita no caso. Acusada por crime de abandono de incapaz, que acabou resultando na morte de Miguel, a empresa Sarí Corte Real passará pela primeira audiência de instrução do caso nesta quinta-feira (03).

Publicidade

A empresária será interrogada em uma sessão comandada pelo juiz José Renato Bezerra, e ainda haverá uma oitiva com testemunhas de defesa e acusação. Os nomes dos depoentes, entretanto, não foram revelados, com o intuito de preservar a privacidade das testemunhas. 

Publicidade

O caso

Funcionária doméstica de Sarí Corte Real, Mirtes saiu para passear com o animal de estimação da família, quando seu filho Miguel, que ficara sob cuidados de Sarí, entrou em um elevador, subindo até o nono andar, e despencou de uma altura de 35 metros. 

Nas imagens de câmeras de segurança é possível ver Sarí retirando o garoto do elevador por algumas vezes, e por último ela aperta um botão no painel e deixa o garoto seguir sozinho. 

Decidida a buscar Justiça para ela e outras pessoas, Mirtes decidiu recentemente ingressar em um curso de direito. Os estudos dela devem ser iniciados no próximo ano. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade