in

Marido é suspeito de abusar de esposa para ela perder o bebê e sofre a pior punição da Justiça

Ele teria contado com a ajuda de um amigo; uma máscara foi utilizada para o cometimento do crime.

Reprodução/ G1 e UOL

Um homem é suspeito de fazer a simulação de um assalto, quando na verdade, o objetivo seria abusar intimamente da própria mulher para provocar o aborto da gestante. O crime aconteceu na cidade de São Joaquim da Barra, situada no estado de São Paulo.

Publicidade

O marido sofreu a pior punição possível da Justiça, que é a restrição de sua liberdade, decretada por meio da prisão preventiva após o delito. De acordo com informações da polícia, o homem confessou o crime e contou com a ajuda de um amigo na empreitada criminosa, que também foi preso.

Publicidade

Publicidade

Ainda segundo a polícia responsável pela investigação do caso, o homem afirmou que tomou essa iniciativa porque não se conformava com a gestação da esposa. A vítima, de 26 anos, está na décima semana de gestação. Ela se encontra internada na Santa Casa da cidade e seu estado de saúde é considerado estável.

Publicidade

A barbárie aconteceu nesta terça-feira (24), quando a mulher, o filho de 8 anos e o marido deixavam a casa da mãe da vítima. Segundo a polícia, um homem mascarado e munido de uma faca se aproximou do veículo em que a família estava e rendeu a gestante.

Em pânico, a mulher segurou a faca e machucou a mão. O suposto assaltante então entrou no carro, cobriu o rosto da vítima e ordenou que o motorista seguisse até um terreno, onde ela foi abusada intimamente e feito o uso forçado de pílulas que são utilizadas para romper a gravidez.

O homem “confessou que não desejava a gravidez e queria interromper a gestação da mulher dele”, revelou o delegado do caso Gustavo de Almeida Costa. A fim de ocultar a intenção de fazer o aborto da própria mulher, o marido chamou um amigo que juntos simularam a situação.

O marido da vítima foi flagrado por câmeras de segurança de uma farmácia, comprando as pílulas que seriam usadas posteriormente. A dupla responde criminalmente por tentativa de aborto sem consentimento da gestante e estupro.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Rafael F.

Rafael Ferreira é um escritor apaixonado pelo que faz. O que começou como um hobbie, hoje virou profissão, com seu ingresso na faculdade de Jornalismo. Busca sempre manter seus leitores por dentro dos assuntos da atualidade, seja no Brasil ou no mundo. É responsável por levar entretenimento e cultura com a qualidade que é devida de um redator da i7 Network. Sinta-se a vontade para entrar em contato pelo Instagram @rafaelferreiraa7.