in

Inconsolável, mãe de menina que morreu eletrocutada comove ao revelar sonho da filha e faz grave alerta

Júlia tirou foto 30 minutos antes de levar descarga elétrica e, de acordo com a mãe, ela estava muito feliz naquele dia.

Mais Goias

O que deveria ter sido apenas um passeio divertido em família acabou se tornando algo trágico. Pelo menos, é desta maneira que a mãe da pequena Júlia Honória Franco, de oito anos, definiu o terrível episódio que culminou na morte da filha, que aconteceu na última sexta-feira, 27 de novembro, em Caldas Novas, que fica localizada no sul do estado de Goiás. 

Publicidade

A pequena Júlia sofreu uma descarga elétrica ao encostar em uma estrutura metálica da decoração natalina que foi instalada em uma praça do município. Inconsolável com a tragédia, a mãe da menina, Rejany Honória de Almeida, disse que a filha estava muito feliz naquele dia e que, momentos antes de tudo acontecer, ela havia tirado várias fotos da pequena.

Júlia chegou a ser socorrida e encaminhada a um hospital, mas devido à gravidade dos ferimentos, a pequena não resistiu e morreu. As autoridades estão investigando o caso, e a Prefeitura da cidade se colocou à disposição para o que for necessário durante as investigações.

Publicidade

Mãe da menina comove com desabafo

Rajany revelou detalhes de como tudo aconteceu. Após a menina ser eletrocutada, o pai da criança pegou ela no colo e acionou o Samu. No entanto, apesar de todos os esforços, a filha sofreu uma parada cardíaca e não resistiu. A mulher, que tem mais dois filhos, disse havia tirado uma foto de Júlia meia hora antes do choque. “Júlia estava toda feliz. Quando as crianças estavam brincando perto de uma estrutura metálica, onde vai ser feito um túnel de luzes, ela colocou a mão nesse túnel ficou grudada a mãozinha dela ali”, recordou.

Publicidade

Família clama por justiça e mãe faz grave alerta

A criança foi sepultada neste último sábado, 28 de novembro. Segundo a mãe de Júlia, ela gostava muito de cantar na igreja e o seu grande sonho era ser veterinária. Rejany clama que as autoridades tomem as devidas providências para evitar que outras pessoas vivam a mesma situação que a família está passando no momento.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.