in

‘Ficou grudada a mãozinha dela ali’: mãe de criança que morreu eletrocutada vai aos prantos ao relembrar caso

Criança de 8 anos sofreu uma parada cardíaca após receber descarga elétrica e acabou não resistindo.

G1 - Montagem

A morte da pequena Júlia Honória Franco, de apenas 8 anos de idade comoveu os moradores de Caldas Novas e todo o país nesta semana. Na última sexta-feira (27), a menina passeava com a família em uma das principais praças do município goiano, quando sofreu uma descarga elétrica ao tocar na decoração natalina. As causas do ocorrido seguem em investigação.

Publicidade

Em desabafo comovente ao G1, a mãe da criança, Rejany Honória de Almeida relembrou o quanto a filha estava feliz no dia do ocorrido, e pediu Justiça. 

“Júlia estava toda feliz. Quando elas estavam brincando perto de uma estrutura metálica onde vai ser feito um túnel de luzes, ela colocou a mão nesse túnel e ficou grudada a mãozinha dela ali”, recordou Rejany.

Publicidade

O caso

Júlia Franco chegou a ser socorrida após receber a descarga elétrica, contudo, acabou sofrendo uma parada cardíaca e não resistiu aos ferimentos. O caso está sob investigação da Polícia Civil, que já instaurou um inquérito para apurar as causas e identificar se a prefeitura do município, responsável pela instalação da decoração tem culpa.

Publicidade

No boletim de ocorrência, a polícia militar detalhou que um eletricista da prefeitura esteve no local após o acidente e identificou que a estrutura que Júlia encostou estava energizada. O fornecimento de energia à decoração foi prontamente desligado e área isolada para a realização da perícia.

Publicidade

Fotos mostrando fios desencapados também foram anexadas no inquérito. 

Em nota, a prefeitura de Caldas Novas lamentou o ocorrido e garantiu que ajudará as autoridades na investigação do caso.

Publicidade
Publicidade
Publicidade