in

Mãe de menina que morreu eletrocutada após tocar em enfeite de Natal faz desabafo aos prantos e comove

Criança de 8 anos acabou não resistindo após sofrer descarga elétrica ao tocar decoração natalina em praça de Caldas Novas.

G1

O caso de morte da pequena Júlia Franco, de apenas 8 anos, chocou a cidade de Caldas Novas, em Goiás, e todo país. A criança passeava com a família na principal praça da cidade, quando recebeu uma descarga elétrica ao tocar em uma decoração de Natal, e acabou não resistindo.

Publicidade

Em entrevista exclusiva ao G1, a mãe da criança, Rejany Honória de Almeida, não conteve a emoção ao relembrar o quanto a filha estava feliz no dia do ocorrido. A

“O que era para ser um passeio em família, se tornou trágico”, desabafou ela. 

Publicidade

Júlia morreu na noite da última sexta-feira (27). Socorrida após a descarga elétrica, ela foi levada rapidamente para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos. A Polícia Civil já instaurou um inquérito e investiga o caso para apurar as circunstâncias e responsabilidade do ocorrido.

Publicidade

Em nota, a Prefeitura de Caldas Novas, responsável por contratar funcionários para a montagem da decoração, se colocou à disposição das autoridades para ajudar nas investigações. A atual gestão, tem sido bastante criticada por moradores nas redes sociais, que acusam negligência e irresponsabilidade em deixar uma estrutura natalina energizada. Logo após o ocorrido, um eletricista esteve no local,  e constatou que o poste de sustentação da decoração em que a menina tocou estava com corrente elétrica.

Publicidade

“Meu esposo pegou ela. Chamou o Samu, levamos ao hospital, mas ela deu uma parda cardíaca. Deus a levou“, desabafou a mãe da criança.  

Sonhos

O sepultamento de Júlia Franco ocorreu na manhã do sábado (28) cercado de muita comoção. Segundo a mãe, Júlia gostava de cantar na igreja e tinha sonho de ser veterinária.

Publicidade
Publicidade