in

Padre do Santuário Nacional de Aparecida morre com suspeita de Covid-19

Religioso tinha 73 anos e estava internado em uma unidade hospitalar desde a última semana.

G1

Figura bastante conhecida em Aparecida, o padre Carlos Artur Annunciação morreu nesta semana aos 73 anos com suspeita de Covid-19. O religioso era redentorista e residia no convento dentro do Santuário Nacional de Aparecida. 

Publicidade

O sacerdote estava internado no Hospital Frei Galvão desde o início da última semana com um quadro de pneumonia. Segundo a administração do Santuário, a situação de Carlos Artur se agravou e ele acabou não resistindo e morrendo na noite da quarta-feira (24). Embora não haja a confirmação por exame que ele estava infectado com o coronavírus, o tratamento do religioso seguiu os protocolos indicados para a Covid-19.

Um dia após a morte do religioso, foi realizada uma missa no Santuário de Aparecida, onde foram prestadas homenagens ao religioso. O corpo de Carlos Artur foi enterrado no cemitério Santa Rita por volta das 10h. Em virtude dos protocolos da Covid-19, e do quadro de suspeita da doença, não houve velório ou cortejo.

Publicidade

Alerta ligado

O convento Missionários Redentorista onde Carlos Artur morava, fica dentro do Santuário Nacional e serve de moradia para sacerdote e missionários. Cerca de 34 padres vivem no local. Diante do quadro de suspeita de Covid-19 do religioso, a Vigilância Epidemiológica de Aparecida disse que, vai passar a acompanhar os padres do local.

Publicidade

Posicionamento

De acordo com a assessoria do Santuário Nacional, não existe casos da Covid-19 entre os padres. Em comentário feito em redes sociais, um homem disse que um sacerdote teria desmaiado durante a celebração de uma missa. Em nota, a assessoria rechaçou que o sacerdote estaria com Covid-19, e disse que o mal-estar foi em virtude de uma crise de diabetes. As informações que estão circulando na internet não procedem, não são verdadeiras.”

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade