in

Jovem dopa e mata idoso com fio de antena de TV para roubar R$ 35 mil: ‘Ela era uma psicopata’

O delegado da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), Isac Azevedo, traçou o perfil psicológico de Sthefany Virginia Inácio Rodrigues, de 21 anos.

Metrópoles | Divulgação

Um caso bárbaro chocou moradores do Distrito Federal nesta semana. Sthefany Virginia Inácio Rodrigues, de 21 anos, foi acusada de dopar e matar Ricardo Flávio dos Santos, 69 anos. De acordo com o site Metrópoles, o objetivo da jovem era roubar a quantia de R$ 35 mil da vítima com quem mantinha um relacionamento amoroso.

Publicidade

Sthefany atraiu Ricardo para uma armadilha e contou com a ajuda de dois comparsas. O latrocínio aconteceu na última quarta-feira (25). A jovem atraiu a vítima para sua residência e o dopou com um forte tipo de ansiolítico. Os criminosos passaram o dia tentando sacar o valor que o idoso havia recebido através do seguro de um carro.

Sem sucesso e com medo de serem denunciados, a jovem e os comparsas assassinaram Ricardo Flávio com o auxílio do fio de uma antena de TV. Um dos criminosos foi identificado como Alberto Nascimento Lima, e outro homem de 21 anos, não teve a identidade revelada.

Publicidade

Isac Azevedo, delegado da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), traçou o perfil psicológico de Sthefany Virginia: “Ela era uma psicopata, com diagnóstico clínico e tomava antipsicóticos poderosos. Essa foi uma das raras ocasiões em que me impressionei na polícia, ao ver como funciona a mente de um psicopata. Eles são extremamente hábeis em manipular pessoas e não têm nenhuma empatia ou respeito pela vida humana”.

Publicidade

Os comparsas chegaram a efetuar inúmeras compras utilizando o cartão de débito do idoso. De acordo com informações da polícia, agentes à paisana observaram Sthefany chegando em sua residência com um galão de gasolina. Ao adentrarem na casa, policiais encontraram o cadáver. A jovem planejava atear fogo no corpo da vítima.

Publicidade

Publicidade
Publicidade
Publicidade