in

Testemunha comove ao detalhar trágico acidente: ‘Nunca vou esquecer o que vi, era um cenário de guerra’

Acidente ocorreu em um trecho perigoso da rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho.

Divulgação - G1

O acidente ocorrido na Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho, na manhã da última quarta-feira (25), causou forte comoção e deixou um saldo de 41 mortos e 11 feridos. Devido ao forte impacto entre um caminhão e um ônibus que levava funcionários para uma fábrica têxtil, o cenário visto no km 172 da rodovia foi desolador, com muitas vítimas presas entre as ferragens e outras arremessadas para fora do veículo.

Publicidade

Em entrevista ao jornal Extra, Thalis Natan de Oliveira Marques, que passou no local pouco tempo depois do trágico acidente, relatou o cenário evidenciado. Ao tomar conhecimento de que o ônibus envolvido no acidente transportava funcionários da Stattus Jeans, ele desceu rapidamente para verificar se seu cunhado, que trabalha na fábrica, estava entre as vítimas. 

“Quando cheguei perto, nunca vou esquecer o que vi. Era um cenário de guerra, com pedaços do ônibus espalhados por todos os lados. Havia um pilha de corpos empilhados nos fundos do veículo”.

Publicidade

Depois de contatar familiares, Thalis descobriu que o cunhado não estava no ônibus que se envolveu no acidente, mas ia um pouco à frente na rodovia e chegou a ver o acidente.

Publicidade

Divergências sobre causas

A polícia segue investigando as causas do acidente. Em depoimento, o motorista disse que houve falha nos freios e teve que invadir a pista contrária, alguns sobreviventes do ônibus chegaram a confirmar a versão, contudo, outros apontam que o condutor do ônibus costumava ser “apressado” ao volante, e afirmam que ele tentou ultrapassar outro ônibus e se surpreendeu o caminhão que vinha na mão correta.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade