in

Após tragédia em rodovia de SP, outro acidente acontece e bebê de 1 mês morre

Acidente no Mato Grosso do Sul teve seis vítimas; uma delas, o bebê que foi arremessado para fora do carro e morreu.

Campo Grande News

O Brasil está sensibilizado com o acidente envolvendo um ônibus e um caminhão, ocorrido na manhã de quarta-feira (25), em rodovia de Taguaí, região de Avaré, interior de São Paulo. Na batida, 41 pessoas morreram. Trinta e nove delas moravam na cidade de Itaí. Os corpos estão sendo velados em um ginásio esportivo da cidade. 

Publicidade

Na esteira dessa tragédia, um outro acidente ocorrido na tarde de ontem, na Rodovia MS-382, entre as cidades de Bonito e Jardim, no Mato Grosso do Sul, começa a repercutir. Um gol branco que seguia em direção a Bonito, bateu de frente com um coqueiro.

Dentro do veículo, estavam seis pessoas. Cinco delas ficaram feridas. Um bebê morreu. A Polícia Militar de Bonito informou que uma das vítimas do acidente contou que a batida ocorreu quando o condutor foi fazer uma ultrapassagem e acabou fechado por outro veículo.

Publicidade

O motorista do Gol branco perdeu o controle, saiu da pista e bateu de frente com o coqueiro. O bebê viajava fora da cadeirinha (o que não é recomendado pela lei e por especialistas em segurança automotiva) e foi arremessado para fora do veículo devido ao impacto da batida. Com apenas um mês, o bebê não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no local.

Publicidade

Acidente em SP matou 41 pessoas

O acidente ocorrido em Taguaí, interior do estado de São Paulo, matou 41 pessoas. O ônibus, que levava cerca de 50 pessoas que trabalhavam em uma indústria têxtil, colidiu com uma carreta na Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho (SP-249). Doze pessoas sobreviveram ao acidente.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!