in

Motorista dá depoimento e conta o que teria causado o trágico acidente que matou 41 pessoas em SP

Acidente ocorrido nesta manhã (25) foi o mais violento nas rodovias brasileiras.

Folha de PE

O trágico acidente ocorrido na manhã desta quarta-feira (25) na Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho em Taguaí, resultou em um saldo de 41 mortes e um cenário desolador na altura do km 172 da rodovia. Um caminhão e um ônibus que levava funcionários de um empresa têxtil colidiram brutalmente.

Publicidade

De acordo com informações da Polícia Civil colhidas junto ao motorista do ônibus, que foi um dos poucos sobreviventes no acidente, o veículo que ele dirigia perdeu freio repentinamente, e diante na frenagem de outro ônibus que estava na frente, ele invadiu a pista contrária e colidiu contra o caminhão bi-trem. 

O ônibus transportava os funcionários de Itaí e Taquarituba para uma empresa têxtil em Taguaí, sendo que 41 dos 52 ocupantes morreram, boa parte ainda no local do trágico acidente. 

Publicidade

De acordo com um investigador que trabalha com policiais da região e a Polícia Civil do município de Taguaí, o motorista se mostrou confuso após o acidente, nervoso, mas não apresentava sinais de embriaguez. Há suspeita de que ele tenha sofrido um traumatismo craniano.

Publicidade

“Quando ele saiu [da pista], ele se deparou de frente com a carreta. Mas não se lembra de mais nada: como se deu o acidente, se ele tentou desviar da carreta. Ele só se lembra de ter acordado caído para fora do ônibus, no acostamento”, disse o investigador do caso.

Publicidade

Atendimento

Apresentando escoriações na cabeça, o motorista foi conduzido para o Pronto-Socorro da Santa Casa de Fartura. Posteriormente, ele reclamou de tortura e náuseas e foi encaminhado para Avaré. Ele será submetido a exames de tomografia e passará por análise de um neurologista. Os demais sobreviventes do acidente foram deslocados para vários hospitais. A prefeitura de Taguaí cedeu três ginásios para o velório coletivo das vítimas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade