in

Seguranças que mataram João Beto no Carrefour podem ‘apodrecer’ na cadeia

Dois homens estão detidos em prisão preventiva e podem ser condenados a muitos anos de detenção.

Reprodução Twitter Camila

Os seguranças Giovane Gaspar da Silva, de 24 anos, e Magno Braz Borges, de 30, estão presos desde quinta-feira (19), após terem agredido o soldador João Alberto Silveira Freitas até a morte em uma unidade da rede de supermercados Carrefour, em Porto Alegre.

Publicidade

As imagens de João Beto sendo agredido pelos seguranças revoltou muitos brasileiros e tem tido repercussão internacional. Giovane e Magno foram presos em flagrante. No dia seguinte, a Justiça alterou a prisão de flagrante para preventiva. Na prática, isso significa que os dois devem ficar presos até o julgamento.

Seguranças do Carrefour podem pegar até 30 anos de cadeia

De acordo com o Código Penal, a pena para homicídio doloso, quando há intenção de matar, varia de seis a 20 anos de reclusão. Mas no caso do Carrefour pode haver agravantes. Os chamados qualificados podem aumentar a pena para até 30 anos de detenção, com tempo mínimo de detenção fixado em 12 anos.

Publicidade

O magistrado que mudou a prisão de flagrante para preventiva, preferiu não falar sobre agravantes no momento, mas qualificados como motivo torpe, motivo fútil ou por meio cruel podem elevar a pena dos dois seguranças. Giovanne, o mais novo, trabalhava como Policial Militar.

Publicidade

Ainda não há qualquer previsão de quando os suspeitos do assassinato de João Beto vão ser julgados. No momento, a pressão popular é grande, e o público acompanha todos os detalhes desse crime, que repercute em todo o país. O corpo de João Beto foi enterrado em Porto Alegre neste sábado (21), sob forte comoção.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!