in

Segurança que espancou homem no Carrefour até a morte recebe primeira punição da Justiça

Caso ocorreu na noite da última quinta-feira (19), em uma unidade do Carrefour, em Porto Alegre.

Reprodução - G1

Envolvido no crime de espancamento até a morte de um cliente no supermercado Carrefour na noite da última quinta-feira (19), o segurança que aparece nas imagens agredindo João Alberto Silveira Freitas, terá a sua suspensão de sua carteira nacional de vigilante. Diante dos fatos, a Polícia Federal já iniciou o processo para a punição do acusado.

Publicidade

Cliente do Carrefour, João teria tido uma discussão com uma funcionária, e posteriormente foi agredido pelo segurança e um policial militar que também trabalhava no estabelecido. Intensamente espancado, o homem de 40 anos não resistiu aos ferimentos e morreu.

Em nota emitida, a Polícia Federal afirmou que “um dos homens envolvidos nas agressões é vigilante profissional, com Carteira Nacional de Vigilante (autorizado a abordagem ativa de contenção), porém, não há registro na Polícia Federal de seu vínculo profissional com a empresa contratante. A Carteira Nacional de Vigilante, documento expedido pela Polícia Federal, será suspensa”.

Publicidade

O policial militar envolvido no crime não possuía a Carteira Nacional de Vigilante, e foi encaminhado para um presídio militar, enquanto o segurança seguiu para um prédio da Polícia Civil 

Publicidade

Regularizado

De acordo com informações da polícia, a empresa de segurança responsável pela prestação de serviços ao Carrefour tem o cadastro em situação regular na Polícia Federal, e recebeu a última vistoria no dia 28 de agosto deste ano, não apresentando nenhuma irregularidade. 

Publicidade

Por conta do crime, uma nova fiscalização em caráter extraordinário será realizada na empresa pela Polícia Federal. Caso seja constatada irregularidade, a PF pode atuar o estabelecimento e até suspender a autorização de funcionamento.

Na nota emitida, o Carrefour afirmou ter efetuado o rompimento do contrato que tinha com a empresa.

Publicidade