in

Mãe de vítima que morreu em desabamento de falésia com família faz desabafo comovente: ‘Se amavam muito’

Corpos de Hugo, Stella e Sol foram sepultados na manhã desta quarta-feira (18), no RN.

G1

O trágico acidente ocorrido na Praia do Pipa no início da tarde da última terça-feira (17), comoveu o país. Aproveitando a folga com a família, Hugo Pereira, de 32 anos, foi vítima fatal de um desabamento de parte de uma falésia em Pipa. Além dele, a esposa Stella Souza, de 33 anos, e o filho, um bebê de apenas sete meses foram vítimas fatais, sendo soterrados pelas pedras.

Publicidade

Em entrevista ao G1 nesta quarta-feira (18), a mãe de Stella, Sânzia Maria, desabafou sobre a fatalidade e revelou o quanto os dois se amavam. 

“Era uma família muito feliz. Eles se amavam muito. Eles eram muito alegres, uma família muito feliz. O Hugo era um homem maravilhoso que cuidava muito bem de Stella e de Sol. Eram pessoas que só deixaram felicidade”, disse Sânzia. 

Publicidade

Desolados

A morte precoce e inesperada dos três deixou amigos e familiares desolados. “A família está destruída. Foi uma fatalidade. Ninguém poderia esperar que isso acontecesse”, afirmou Éder Jofre, primo de Stella.

Publicidade

Hugo, Stella e Sol foram sepultados nesta quarta-feira (18). A cerimônia de velório ocorreu uma pousada em Pipa, causando uma forte comoção de moradores da região.

Publicidade

O casal tinha um hostel e planejava reabrir para os turistas no próximo mês. Os dois vinham trabalhando para adaptar as instalações dentro dos protocolos de segurança sanitária devido à pandemia do coronavírus.

Natural de Jundiaí, em São Paulo, Hugo Pereira morava em Pipa há pouco mais de dois anos, e também trabalhava como gerente de recepção em um hotel da região. 

De acordo com testemunhas que ajudaram no socorro inicial das vítimas, Stella tentou proteger o bebê do desmoronamento, e morreu abraçada com a criança.  

Publicidade
Publicidade
Publicidade