in

Eleitora sofre queda em seção de votação, é atendida e tem que votar em cima de uma maca

Caso aconteceu no último domingo (15), durante em Eleições Municipais em Salvador.

Foto: Andreia Silva/TV Bahia - G1

Uma cena atípica foi protagonizada no último domingo (15) em um colégio eleitoral de Salvador, e chamou atenção de eleitores e internautas. Uma mulher que se dirigia ao local de votação, acabou caindo quando subia a rampa de acessibilidade.

Publicidade

Diante do ocorrido, ela que faz o uso de muletas, foi atendida por uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e se dirigiu para a sua seção eleitoral em uma maca, exercendo assim o direito do voto. O caso aconteceu no Colégio Aliomar Baleeiro, no bairro de Pernambués. 

Marta Angélica de Almeida chegou ao local de votação antes das 8h, com o intuito de receber a prioridade que lhe era garantida. Na subida de uma rampa, ela escorregou, e foi ao solo.

Publicidade

Socorrida, Marta não teve graves problemas. Vendo que a saúde da paciente era estável, a equipe do Samu a colocou na maca, levando a eleitora para a seção dela.

Publicidade

Receio

Em processo para se aposentar, a eleitora justificou que só foi votar por conta do medo de comprometer de alguma forma o encaminhar do processo.

Publicidade

Números expressivos

Quarto maior colégio eleitoral do país, o estado da Bahia conta com quase 11 milhões de eleitores aptos a votar, ficando atrás apenas de São Paulo, Minas Gerias e Rio de Janeiro. 

O estado conta com 417 munícipios, e nestas Eleições 2020 teve 1.336 candidatos concorrendo a vaga de prefeito e mais 38.839 candidatos a vereador, conforme informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Em Salvador, Bruno Reis, do DEM, foi eleito com 779.408 votos, representando 64,20%. A boa diferença resultou na vitória do candidato ainda no primeiro turno. 

Publicidade
Publicidade