in

Bebê de dois meses morre por uso de drogas e três pessoas são presas

Menina de dois meses foi levada ao hospital após ser encontrada desacordada no último sábado (07).

A Associated Press

Um caso envolvendo um bebê está gerando revolta nas redes sociais. Uma menina de apenas dois meses morreu na última terça-feira (09) após ter sido encontrada desacordada no fim de semana pela polícia. A pequena tinha marcas de injeções e após exames foi identificado heroína em sua urina. 

Publicidade

A morte foi anunciada nesta quinta-feira (12) e chama a atenção por tamanha frieza dos pais da criança. A menina se chamavaBrixlee Marie Lee e estava hospitalizada no Cook Children’s Medical Center em Fort Worth, no Texas. 

Após denúncia de que havia um bebê inconsciente, os policiais chegaram ao local e levaram imediatamente a menina para o atendimento médico. Ao chegar no hospital, foram constatados marcas de agulhas nos pés e cabeça da criança. Um exame toxicológico testou positivo para consumo de drogas.

Publicidade

Segundo a equipe policial, a menina chegou a ser ligada aos aparelhos para manter a sua vida, mas acabou perdendo a vida alguns dias depois. 

Publicidade

Três pessoas foram presas por acusação de violência contra criança no dia em que a bebê foi resgatada. Destiney Harbo, de 21 anos, mãe da menina, Christin Bradley, de 37 anos, avó da criança e o companheiro de Christin, Dustin Smock, de 34 anos.  

Publicidade

O caso segue em investigação e o corpo da bebê está passando por análise de necropsia. Além das agressões, a bebê nasceu em casa e nunca havia recebido assistência especializada. Em buscas realizadas na casa, os investigadores encontraram substâncias que indicam ser maconha, heroína e metanfetamina.

Ainda presos, a mãe e o namorado da avó podem ser soltos se pagarem a fiança de cerca de R$ 500 mil e R$ 250 mil, respectivamente. Bradley foi liberado sob fiança após pagar 50 mil dólares.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Ariane

Formada em pedagogia em 2011, atuo como redatora desde 2015. Produzo conteúdo sobre o que sou fã. Séries, músicas e tudo que envolve o mundo pop.