in

Isto é o que acontece com o seu corpo quando você não bebe água o suficiente

Beber água é essencial para que o corpo humano realize de forma eficiente quase todas as funções biológicas.

Receitas Boa Forma

A água é essencial para que o organismo possa funcionar de maneira correta. Provavelmente, você já deve ter escutado de alguém que não tomar água em quantidade suficiente pode fazer muito mal ao organismo. E, na verdade isso é um fato, sendo importante ingerir ao menos oito copos desse líquido precioso ao dia, conforme uma matéria que foi publicada no jornal Metro.

Publicidade

A ingestão de água é importante para que o corpo humano consiga exercer de forma eficiente as suas funções biológicas. Segundo a especialista no assunto, a médica Maya Feller, “a pessoa perde água regularmente, quando respira, quando processa, quando digere comida. E nem percebe”.

Se o corpo começa a ter carência de água pode sofrer sérias consequências. Essa matéria vai elencar três graves transtornos que podem acontecer com seu organismo se você não beber água suficiente para se hidratar.

Publicidade

Cefaleia

Na maioria das vezes, é o cérebro o órgão que acende o sinal de alerta para a falta de água no organismo. Ele vai alertar para a necessidade da ingestão de mais água e o sintoma que indica isso é a dor de cabeça que pode ser leve a intensa. Isso ocorre porque os vasos sanguíneos ao redor do cérebro são bem sensíveis. Por isso, se a pessoa não ingere água na quantidade correta, o órgão pode ter uma reação à mudança no volume de sangue fazendo com que aumente a probabilidade de dor de cabeça.

Publicidade

Prisão de ventre

Devido à desidratação (que é a falta de água no corpo), o sistema digestivo pode sofrer sérias consequências por conta disso. O funcionamento pode ser comprometido se manifestando através de uma obstipação ou prisão de ventre. A especialista alerta que não ter água suficiente no trato gastrointestinal pode acabar fazendo com que as fezes fiquem mais duras, sendo difícil a evacuação.

Publicidade

Fome

A pessoa desidratada pode ficar com a sensação de fome constante, mas, na verdade, o que está sentindo é sede. Isso acontece porque tanto a sede quanto a fome se originam na mesma região do cérebro, que é conhecida por hipotálamo.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.