in

Homem de 40 anos, casado com menina de 13 e que morreu ao dar à luz, presta homenagem e recebe ataques na web

O caso ganhou grande repercussão no Brasil inteiro e acabou gerando revolta nos internautas.

Marie Claire

A morte da menina de 13 anos, que estava grávida e perdeu a vida ao dar à luz gerou grande repercussão na mídia. A jovem morava na cidade de Uruará, que fica localizada no sudeste paraense. Ela morreu no sábado, 24 de outubro, e havia ficado grávida do companheiro que tinha 41 anos.

Publicidade

O homem foi identificado como Francinaldo Moraes e no seu perfil nas redes sociais a menina declarava ser casada com ele. O casal compartilhava mensagens e fotografias juntos e ainda alegavam que mantinha um relacionamento desde 2019, quando a garota tinha apenas 12 anos de idade.

Independente se havia um consenso familiar, segundo o artigo 217-A do Código Penal, é considerado estupro de vulnerável “ter conjunção carnal ou praticar ato libidinoso com menor de 14 anos”. A pena para esse tipo de crime pode variar entre oito a 15 anos de reclusão, além disso é um delito inafiançável.

Publicidade

A promotora de Justiça da GEVID – Grupo Especial de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar contra a mulher do Ministério Público de São Paulo, Silvia Chakian, explicou que esse tipo de situação infelizmente não é algo raro de acontecer no país. “Está longe de ser exceção no nosso país e escancara uma das mais graves e devastadoras violações de direitos humanos contra meninas no Brasil, que se expressa por meio do abuso sexual e da exploração sexual”, frisou a promotora.

Publicidade

De acordo com a informação de um jornal local, a Polícia Civil de Uruará disse que a menina de 13 anos morreu em uma cidade vizinha, por causa de complicações ocasionadas pela gravidez. O caso está sendo investigado, mas as apurações estão na fase inicial e o paradeiro de Francinaldo ‘marido’ da jovem ainda é desconhecido.

Publicidade

Ataques na internet

A mãe da menina está sendo atacada na web desde que o caso ganhou repercussão na mídia. A mulher comemorava o ‘casamento’ da filha e a gestação nos comentários dos posts da garota, agora precisa lidar com a perda e também com o ataque de ódio da internet.

Francinaldo que alegava ser casado com a menina de 13 anos chegou a compartilhar mensagens de luto sobre a perda da ‘mulher’. O homem lamentou a perda e teria dito que amaria eternamente. “Você foi a melhor esposa, amiga companheira!”, teria escrito como homenagem. Como o caso viralizou, ele acabou deletando a conta no Facebook.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.