in

Mulher faz grave denúncia de importunação sexual durante aula prática de direção em autoescola

O suspeito chegou a mandar mensagem pedindo perdão e até ofereceu aulas extras gratuitas por silêncio.

G1

Uma mulher de 29 anos fez uma grave denúncia após ter sido vítima de importunação sexual enquanto realizava uma aula prática de direção. O fato aconteceu nesta última terça-feira, 27 de outubro, na cidade de Manaus, estado do Amazonas. A psicóloga contou que o instrutor da autoescola ejaculou em suas costas enquanto fazia o percurso de moto.

Publicidade

Após ato criminoso, o instrutor teria mandado mensagens para a vítima com pedido de perdão. Inclusive, em troca do seu silêncio chegou a oferecer aulas extras grátis. A polícia está investigando o caso. O estabelecimento disse que está aguardando a audiência sobre o caso para poder tomar as devidas providências.

A psicóloga contou ao portal de notícias G1 que conheceu o instrutor na igreja que frequentam. O homem então ofereceu um pacote com um bom desconto na autoescola que trabalha, para que ela pudesse tirar a carteira de habilitação da categoria A, e assim poder pilotar motocicleta.

Publicidade

A vítima relatou que as primeiras aulas foram tranquilas, mas na última aula, ele a levou para um percurso diferente e quando estavam voltando ela sentiu a roupa molhada na região das costas. “Quando eu senti que minha calça estava molhada, eu parei a moto e passei a chave pra ele e disse: ‘eu não acredito que você fez isso’. Ele ficou perguntando: ‘o que foi, amiga? O que aconteceu?’ E eu disse: ‘Olha a minha calça, está molhada. Você ejaculou em mim “, relatou.

Publicidade

A mulher contou que após pressionar, ele acabou confessando e até chegou a pedir perdão. Na companhia do marido, ela procurou a delegacia para poder prestar queixa. Com o boletim de ocorrência nas mãos, ela conta que procurou a autoescola para cobrar providências sobre o fato. Contudo, foi recebida com ameaças e desconfiança.

Publicidade

O dono do estabelecimento questionou se tinha provas. Ela relatou a situação e o homem afirmou que se denunciasse a autoescola, eles que entrariam com um processo. O instrutor suspeito de ter cometido o ato criminoso chegou a entrar em contado com o marido da vítima através de um aplicativo de mensagens e teria confessado tudo. Na mensagem, ele pede perdão e chega a pedir que retirem a queixa, pois pode ser preso e ainda afirmou que foi o diabo que colocou na mente dele. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.