in

Entregador é vítima de racismo e situação causa revolta: ‘Esse preto não vai entrar no meu prédio’

Cliente cometeu racismo contra entregador ao impedir a entrada dele em condomínio de luxo em Goiânia.

Metrópoles

Um homem que realizava entregas para uma hamburgueria situada no Setor Goiânia 2, foi alvo de racismo no último domingo (25). Ao tentar realizar a entrega para uma cliente residente em um condomínio de luxo, Elson Oliveira Santos, de 39 anos, foi impedido de entrar para cumprir o seu serviço.

Publicidade

A cliente não só recusou a entrega, como mandou uma mensagem para a hamburgueria com teor de racismo. “Esse preto não vai entrar no meu condomínio. Mandar outro motoboy que seja branco“, “Eu não vou permitir esse macaco“, lê-se. 

Após ler as mensagens, a direção do estabelecimento retrucou imediatamente. “Não toleramos racismo”. Os prints da conversa por aplicativo com a cliente foram publicados no Twitter pela gerente da hamburgueria, e se tornou viral nas redes sociais. 

Publicidade

Em entrevista ao Mais Goiás, a gerente da lanchonete afirmou que, em um primeiro instante, não acreditou no que tinha lido. “Acho que a cliente ligou na portaria para saber se o entregador havia chegado, ficou sabendo da cor dele e se recusou a receber o pedido”, disse a gerente.

Publicidade

Retorno

A funcionária da hamburgueria disse que ainda precisou explicar todo o caso para Elson via telefone, e solicitou que o entregador voltasse sem entregar o pedido. Segundo a gerente, ele ficou sem reação.

Publicidade

De acordo com o dono da hamburgueria, Éder Leandro, ele acompanharia Elson Oliveira até a Polícia Civil nesta terça-feira (27) para o registro de um boletim de ocorrência contra a cliente.

Nas redes sociais, inúmeros internautas se revoltaram com o episódio de racismo e manifestaram apoio ao entregador vítima de racismo. Nos últimos meses, tem sido comum este tipo de crime em solo nacional.

Publicidade
Publicidade