in

Após vídeo da pastora que diz para ‘meter a mão no filho’ cair na web, tema divide opiniões

O discurso da pastora evangélica ganhou as redes sociais e dividiu a opinião dos usuários da rede.

UOL / Instagram Pastora Adriele

O vídeo da pastora evangélica Adriele da Silva Ota, da Assembleia de Deus, viralizou nas redes sociais, após sua fala sobre educação dos filhos. A religiosa afirma, durante um culto, que tem que “meter a mão na cara e pisar no pescoço” de filho para mostrar autoridade. Apesar da fala polêmica, os fiéis presentes parecem aprovar a orientação da líder religiosa e aplaudem o discurso.

Publicidade

Com a grande repercussão do vídeo, a pastora evangélica se pronunciou sobre o caso. Segundo a religiosa, a frase está fora de contexto e disse que jamais teve a intenção de incitar qualquer tipo de violência. Adriele é pastora há nove anos em uma comunidade na zona leste de São Paulo.

O vídeo que caiu nas redes sociais e viralizou foi gravado por um fiel que participava do culto. As imagens ganharam as redes de forma rápida, porém a líder religiosa afirma que tudo não passou de um grande mal-entendido.

Publicidade

Adriele disse que procura falar de uma maneira que a população possa entender. Ela ressaltou que a frase se trata de uma metáfora. “Jamais diria para um ou pai ou mãe bater no próprio filho, mesmo que ele tenha feito isso com eles. A frase é metáfora para dizer ‘olha, você precisa mostrar que manda em casa, não pode deixar seu filho fazer o que quiser, tem que mostrar qual é a regra”.

Publicidade

A pastora também contou que é mãe de três crianças e um deles é pastor-mirim. O marido da religiosa também é pregador da palavra. O vídeo dividiu a opinião dos internautas na web.

Publicidade

 

Vídeo repercute e divide opinião

As imagens dividiram as opiniões nas redes sociais e muitos internautas ficaram chocados com a pregação da religiosa. “Tá louca essa mulher”, afirma um usuário da rede. Já outro questionou onde teria isso na bíblia. “Caramba, mas o que que vocês querem para um filho ou filha que bate nos próprios pais? Que inversão de valores”, disse outro.

O discurso da religiosa deu o que falar e levantou um debate sobre o assunto. Mas e você, caro leitor, o que pensa desse assunto? Deixe sua opinião nos comentários e compartilhe com seus amigos para que possam dar a sua opinião.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.