in

Covid-19: quatro dicas decisivas para fortalecer a saúde em meio à pandemia de coronavírus

Especialistas explicam a importância de uma imunidade forte para combater a Covid-19.

Covid-19 - Altominho

Enquanto o mundo aguarda por uma vacina ou uma cura efetiva para a Covid-19, restam duas recomendações para sobreviver mais fácil a essa pandemia. A primeira e mais comentada de todos é a prevenção, tomando todos os cuidados para evitar o contágio. A segunda é manter uma imunidade forte, de maneira a tornar mais fácil a recuperação no caso de infeção.

Publicidade

Nesse sentido, a professora brasileira Ana Caetano Faria, explicou, em uma reportagem da BBC News Brasil, a importância da imunidade. Entre o foco de preocupação da professora titular de Imunologia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e especialista da Sociedade Brasileira de Imunologia está uma alimentação equilibrada e o sono: “Destaco a necessidade de dormimos bem. Estudos mostram que dormir menos de cinco horas por noite aumenta em quatro vezes o risco de desenvolver infeções respiratórias, como gripes e constipações”.

Como fazer uma dieta equilibrada 

A nutricionista Julia Granje explicou para a BBC News Brasil que não existe nenhum alimento milagroso para curar a Covid-19. Porém, uma alimentação saudável beneficia o sistema imunitário, tornando mais fácil a recuperação da doença. A nutricionista deixou, então, quatro dicas decisivas para fazer uma dieta equilibrada. 

Publicidade

1. Pratos coloridos com legumes, verduras e frutas 

Julia Granje aconselha a preparação o consumo de pratos mais coloridos e com vários nutrientes. Em dez porções diárias, deve ter sete de legumes e verduras e três de frutas. Depois, ela destaca a importância do zinco (presente nas carnes vermelhas, no fígado de frango e nas ostras) e selênio (frutos secos e farinha de trigo). 

Publicidade

2. Vitaminas antioxidantes 

A nutricionista destaca a importância das vitaminas antioxidantes, que são as vitaminas A, C, D e E. Podem ser facilmente encontradas nas verduras e frutas variadas. 

Publicidade

3. Cuidado com o intestino 

O bom funcionamento do intestino é determinante para a imunidade. Então, alimentos ricos em fibra, como vegetais, fruta e grãos integrais devem fazer parte da dieta. 

4. Redução do álcool e sal 

Nesse caso, a nutricionista pede moderação, tanto no álcool, como no sal. Podem ser consumidos, mas nunca em exagero, porque vão prejudicar o sistema imunológico, de acordo com a nutricionista Julia Granje.

Publicidade
Publicidade
Publicidade