in

Após ter casa alagada, homem relata ajuda de cachorro que o salvou de afogamento e se emociona: ‘Me puxou’

Força da água derrubou muro da residência de José Alexandre e invadiu cômodos o arrastando.

TV Globo - Reprodução

Uma forte chuva caiu em São Paulo na última terça-feira (20) e deixou inúmeros estragos. Morador do bairro Imirim, situado na Zona Norte de São Paulo, o autônomo José Alexandre da Silva acabou ficando preso embaixo dos móveis da cozinha depois de ter sua casa totalmente tomada pela água.

Publicidade

Socorrido e resgatado por familiares, ele relatou ao G1, que também recebeu uma ajuda inesperada do seu cachorro de estimação. 

“Ela (nora) agiu rápido, refletiu bem, me ajudou. E meu cachorro também me ajudou. Ele veio para cima de mim, me mordeu, me puxou e ajudou também”, conta.

Publicidade

Segundo o autônomo, ele estava na sala, quando a forte chuva derrubou o muro da residência e acabou invadindo os cômodo. Diante da pressão e força da água, ele acabou sendo arrastado. 

Publicidade

“Quase me afoguei, foi arrepiante, foi medo, medo da violência que a água entrou. Ela entrou com uma violência tão grande”, recorda José Alexandre.

Publicidade

De acordo com o filho de José, que reside na parte de cima do sobrado, todos os bens da parte de baixo da residência foram perdidos, uma vez que o nível da água quase alcançou a marca de 1,7 metro. 

Fortes chuvas

As fortes chuvas que assolaram a capital paulista na tarde da última terça-feira (20) provocou alagamentos em várias regiões. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o pico de congestionamento atingiu a marca de 216 km de lentidão.

Ao todo, o Corpo de Bombeiros de São Paulo recebeu 42 chamados para enchentes, boa parte das ocorrências sendo na Zona Norte. Além disso, foram mais de 21 chamados por queda de árvores e três desabamentos. Nenhuma ocorrência envolveu vítimas.

Publicidade
Publicidade